Hackers invadem portal alemão de investigação contra atentados de Berlim

Por Redação | 21 de Dezembro de 2016 às 20h14

No mês passado, alguns países europeus foram alvo de ataques hackers, o que deixou vários outros territórios em estado de alerta. A Alemanha, especificamente, foi a que mais sofreu com os ataques, que miraram a companhia Deutsche Telekom e deixaram mais de 900 mil usuários sem conexão com a internet.

E hoje (21), o portal aberto pelo Escritório Federal de Investigação da Alemanha (BKA), que existe para que cidadãos possam enviar fotos e vídeos relacionados ao atentado de segunda-feira em Berlim, também foi invadido por hackers e ficou duas horas e meia fora do ar, das 17h às 19h30, pelo horário local.

Ao portal, foram enviadas 270 pistas sobre o atentado até o momento, enquanto a polícia de Berlim atendeu mais de 500 chamadas na linha telefônica aberta para receber informações que sejam úteis nas investigações.

De acordo com a imprensa alemã, a polícia está procurando um cidadão tunisiano, após encontrar documentos pertencentes a um jovem dessa nacionalidade que estava registrado como perigoso nos dados das forças de segurança. Os tais documentos estavam dentro do caminhão usado no atentado, que invadiu um mercado de Natal e deixou 12 mortos.

Com Agência EFE