Hacker rouba cerca de 10 milhões de registros médicos nos EUA

Por Redação | 29 de Junho de 2016 às 14h23

Nos Estados Unidos, um hacker afirma ter roubado mais de 10 milhões de registros médicos de pacientes e quer vendê-los por mais de US$ 800 mil, em quatro pacotes diferentes. O maior deles inclui 9,3 milhões de registros de pacientes de uma provedora de seguros de saúde do país.

No último fim de semana, o cibercriminoso que se autointitula como “thedarkoverlord”, colocou os anúncios desses registros no TheRealDeal, uma espécie de mercado negro. Dentre os dados roubados estão nomes, endereços, datas de nascimento e números de seguro social — CPF dos EUA —, que podem ser utilizados para roubo de identidade, além de crimes financeiros e outros tipos de fraudes contra as vítimas.

De acordo com o próprio hacker, ele usou uma vulnerabilidade pouco conhecida para acessar os sistemas da companhia. Os três outros pacotes incluem cerca de 655 mil registros de pacientes, e ainda grupos de seguro saúde de Atlanta, na Georgia, e Farmington, no Missouri, entre outros. Mesmo assim, ele não revelou os nomes dos grupos que foram hackeados.

Por meio de uma comunicado no mercado negro em questão, “thedarkoverlord" se recusou a responder qualquer pergunta sobre o assunto a não ser que seja pago por isso: ele pede um total de 1.280 bitcoins pelos dados.

Via: PCWorld

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.