Golpe pouco elaborado está tentando roubar canais do YouTube

Por Felipe Demartini | 12 de Setembro de 2019 às 11h16
Thomas Trutschel/Photothek via Getty Images

Um golpe já bastante popular, mas quase nada elaborado, está tentando roubar canais pequenos, mas monetizados, no YouTube. Em um e-mail simples e apenas com texto, em uma tentativa de passar por uma comunicação da própria empresa, os hackers pedem e-mail e senha do perfil para verificação de problemas supostamente relacionados à presença de spam entre os vídeos publicados.

O pedido teria surgido após denúncias dos usuários, mas o texto afirma que o responsável pelo espaço “não precisa se preocupar”, uma vez que um time do YouTube fará essa verificação manualmente desde que, claro, os dados sejam passados. Caso contrário, e aí vem a ameaça que normalmente faz com que até mesmo golpes tão simples assim funcionem, o canal será fechado.

Como forma de trazer aparência de legitimidade ao golpe, os links de ajuda, opções de comunicação e até mesmo para reportar spams levam às páginas oficiais do YouTube. Entretanto, as semelhanças param por aí, já que não há um trabalho nem mesmo de ocultar a origem do golpe, com o e-mail “[email protected]” passando longe de soar como algo vindo diretamente do site de vídeos.

Golpe chega por e-mail e, de forma direta e nada trabalhada, tenta obter credenciais de acesso a canais no YouTube (Imagem: Reprodução/Felipe Demartini)

Além disso, deveria ser desnecessário dizer que site algum vai solicitar as informações do usuário desta maneira, em texto simples e a partir de uma comunicação direta por e-mail. Isso é verdade principalmente para o YouTube, que processa dezenas de milhares de pedidos de verificação, monetização e contranotificações todos os dias, em processos que, normalmente, partem do usuário após atitudes serem tomadas por seus algoritmos, sem interferência humana.

Ainda assim, entretanto, a ameaça de fechamento do canal pode ser suficiente para gerar pânico, sobretudo entre usuários mais inocentes. Em hipótese alguma entregue dados dessa maneira, por e-mail e de forma direta; caso desconfie que uma comunicação desse tipo é real, a recomendação é acessar o serviço pelas próprias mãos ou procurar o suporte para verificar se os problemas efetivamente são reais.

Caso você tenha caído no golpe, mude o mais rápido possível suas credenciais de acesso, uma vez que dados vazados desse tipo não apenas darão acesso ao seu canal no YouTube, mas também a outros serviços da Google ou aqueles que compartilhAm o mesmo e-mail e senha. Para aqueles que não mais tiverem acesso à conta, vale a pena entrar em contato com o suporte da plataforma, que promete ajudar em casos desse tipo. O ideal, entretanto, é se prevenir para evitar dores de cabeça e no caso de um golpe pouco elaborado como este, isso nem mesmo é difícil.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.