Golpe do PIS/Pasep no WhatsApp foi identificado 200 mil vezes em apenas 24 horas

Por Natalie Rosa | 25 de Janeiro de 2019 às 12h48
Tudo sobre

PSafe

Saiba tudo sobre PSafe

Ver mais

Com a liberação do 7° lote do abono do PIS/Pasep, quatro links maliciosos começaram a circular no WhatsApp oferecendo acesso às consultas pelo direito. O golpe foi identificado pelo laboratório especializado em segurança dfndr lab, da PSafe, registrando 200 mil detecções em apenas 24 horas.

Clicando nos links maliciosos, o usuário tem acesso a uma página com um texto, supostamente da Caixa Econômica Federal, informando que o PIS salarial para quem trabalhou entre 2005 a 2018 está liberado no valor de R$ 1.223,20. A página também faz as seguintes perguntas à vítima:

  • Você trabalhou com carteira assinada entre 2005 a 2018?
  • Você está registrado atualmente?
  • Possui cartão cidadão para realizar o saque do benefício?

Independentemente das respostas, o usuário é redirecionado a uma página que o incentiva a compartilhar a mensagem com 30 amigos ou grupos do WhatsApp.

Participe do nosso Grupo de Cupons e Descontos no Whatsapp e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Veja como as perguntas são exibidas na mensagem:

A PSafe alerta para que seja conferida a veracidade das mensagens recebidas em aplicativos de mensagens, principalmente quando há o pedido de compartilhamento, hábito que não é comum em serviços do governo ou instituições financeiras. Na dúvida, vá até o site oficial da instituição para conferir se a informação procede. Dessa forma você evita dores de cabeça e transtornos futuros.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.