Estudo descobre que 1% dos sites está hackeado e fornece ferramenta de segurança

Por Redação | 12 de Dezembro de 2017 às 16h28
photo_camera divulgação

Uma ferramenta chamada Tripwire foi desenvolvida com o intuito de verificar se um determinado site foi atacado por hackers ou não. Ela funciona de maneira relativamente simples: monitorando o uso de contas de e-mail associadas aos websites.

O mais curioso é que, nos 18 meses em que a Tripwire foi testada por seus desenvolvedores, dados impressionantes sobre os hábitos dos hackers foram descobertos: cerca de 1% de todos os websites ativos já sofreram ataques de hackers, não importando quão grandes ou conhecidos eles sejam. Um dos autores do estudo, o professor de ciências da computação Alex C. Snoeren, comentou a descoberta: "Ninguém está acima de ser hackeado - empresas ou nações. Vai acontecer, é só uma questão de quando".

Um por cento pode parecer uma quantia pequena ao primeiro olhar. Mas se levarmos em conta que existe mais de um bilhão de sites ativos na rede, ao menos dez milhões de sites se encontram com a segurança comprometida, e isso é muito.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

A ferramenta foi apresentada ao público no mês passado, durante a ACM Internet Measurement Conference, que ocorreu em Londres. Snoeren e os demais pesquisadores do Tripwire não têm planos para continuar desenvolvendo o projeto, mas disseram: "Nós esperamos que as empresas utilizem a ferramenta elas mesmas. Qualquer provedor de e-mail pode ofertar esse serviço a seus clientes".

Fonte: Eureka Alert

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.