Após Alemanha, Reino Unido sofre ataque hacker e usuários ficam sem internet

Por Redação | 01 de Dezembro de 2016 às 21h56

Aconteceu de novo na Europa: mais de 100 mil pessoas em todo o Reino Unido ficaram sem acesso à internet, e a possível causa disso foi um novo ataque hacker, coordenado e direcionado aos provedores locais. Agora são mais de um milhão de afetados em todo o continente.

Os três provedores ingleses — a gigante Talk Talk, Post Office e KCom — sofreram com o malware conhecido como Mirai, que se espalha por meio de computadores infectados.

A Post Office revelou que 100 mil clientes passaram por problemas desde que o ataque começou, no último domingo, e a KCom fala em 10 mil usuários afetados desde sábado. Já a Talk Talk confirmou que também foi comprometido, mas se recusou a dar um número exato de clientes que ficaram sem acesso à rede mundial de computadores.

Aliás, no início da semana a Deutsche Telekom, da Alemanha, também foi alvo do mesmo incidente. No entanto, 900 mil clientes de sua base perderam acesso à internet. Ninguém se responsabilizou pelo ataque, já que tanto a Deutsche Telekom quanto a KCom disseram que isso é parte de um esforço mundial. Especialistas em segurança disseram que os hackers envolvidos podem ter sido russos, mas ainda não há provas sobre a origem dos golpes.

A especulação foi tão séria que levou a chanceler alemã Angela Merkel a dizer que, embora não pudesse ter certeza da origem, "tais ataques cibernéticos, ou conflitos híbridos, são conhecidos na doutrina russa, e agora fazem parte do nosso cotidiano e devemos aprender a lidar com eles".

Até que provas surjam, por enquanto fica a especulação dos especialistas, que antes acreditavam que o motivo do ataque tenha sido simplesmente derrubar a conexão. Mas agora, com o novo incidente, eles começam a pensar em dinheiro e se questionam quem estaria por trás disso e quanto valeria o cibercrime.

Fonte: The Guardian

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.