Anonymous ensina como hackear smartphone de Trump

Por Redação | 30 de Janeiro de 2017 às 15h41

O grupo hacktivista Anonymous publicou em sua conta no Twitter um guia simples ensinando como invadir o celular do presidente dos Estados Unidos. Recentemente, o grupo declarou guerra à Donald Trump, dizendo que ele "se arrependerá dos próximos quatro anos".

A publicação surgiu depois de o político aparecer usando um Samsung Galaxy S3 para tuitar. O modelo de smartphone é considerado defasado, uma vez que usa o Android 4.4 como sistema operacional. O grande problema é que essa versão do SO do Google está sujeita a um bug de software chamado Stagefright, que pode ser usado para invadir o smartphone desatualizado.

"Um Galaxy S3 não atende aos requisitos de segurança de um adolescente, muito menos o suposto líder do mundo livre", escreveu o Anonymous. "Sem exageros, hackear um Galaxy S3 ou S4 é o tipo de projeto que eu designaria como lição em minhas aulas avançadas de graduação."

O Stagefright permite que pessoas má intencionadas invadam smartphones com versões inferiores ao Android 5.0.1. Para executar o hack, basta ter o número do telefone da vítima em mãos e, em seguida, enviar uma mensagem MMS maliciosa contendo um arquivo .MP4, por exemplo.

Os arquivos MMS são baixados automaticamente quando um dispositivo Android está conectado à Internet. O hacker poderá executar códigos prejudiciais no smartphone assim que o download estiver concluído e comprometer dados confidenciais do usuário. Para piorar a situação, o hacker ainda pode excluir o MMS remotamente antes que a vítima descubra a sua existência.

Via Anonymous

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.