Suposto líder do LulzSec é preso na Austrália

Por Redação | 24.04.2013 às 13:07 - atualizado em 24.04.2013 às 18:29

A Polícia Federal da Austrália anunciou, na noite de ontem (22), a prisão de um rapaz acusado de ser um dos líderes do Lulz Security, também conhecido como LulzSec. Mathew Flannery, de 24 anos, afirma fazer parte do grupo de ativistas hackers que realizam ataques contra grandes corporações como o roubo de um milhão de contas de usuários da Sony em 2011. As informações são da ABC News.

matthew flannery

Foto: LinkedIn

O hacker atuava no setor de TI de uma grande companhia australiana, a Content Security, que cuida de dados do governo do país. Gerentes da empresa afirmaram, no entanto, que Flannery ainda estava no período de experiência de três meses, bem como também não tinha acesso a informações sigilosas. A prisão aconteceu depois que o jovem foi monitorado pela polícia ao longo de duas semanas e o estopim para sua busca teria sido o alerta de que um site governamental estaria comprometido.

Mathew Flannery foi acusado por crime de acesso não autorizado a um sistema restrito, bem como duas outras acusações de modificação não autorizada de dados que causaram prejuízos às partes afetadas - as acusações juntas podem gerar pena máxima de 12 anos de prisão. O governo local afirma que os principais alvos do LulzSec no país são os departamentos governamentais e algumas escolas e universidades que tiveram seus dados de acesso revelados após uma invasão.

As autoridades o identificaram como um dos líderes do grupo hacker após uma investigação e a apuração de suas próprias postagens em fóruns, onde se identifica como líder do LulzSec. Flannery deverá encarar o tribunal australiano no dia 15 de maio.