Irã consegue frustrar novo ciberataque contra indústrias no sul do país

Por Redação | 26.12.2012 às 12:31

O Irã informou nesta terça-feira (25) que conseguiu frustrar um novo ciberataque contra as indústrias localizadas na região sul do país. As autoridades locais afirmam ter sido um vírus do tipo Stuxnet e que ele foi projetado por alguns de seus inimigos, que visam atacar e prejudicar sua infraestrutura.

Segundo o CNET, o Stuxnet, descoberto em junho de 2010, é considerado o primeiro malware projetado para atacar especificamente sistemas de infraestrutura. Acredita-se que ele foi desenvolvido para atacar diretamente a usina de enriquecimento de urânio do Irã, localizada em Natanz.

"Um vírus infectou as redes de informática das indústrias da província de Homuzgan, mas seus avanços foram freados graças à cooperação de hackers", afirmou Akbar Akhavan, porta-voz do governo. Akhavan ainda afirmou que a empresa mais afetada pelo ataque foi a Bandar Abbas Tavanir Co., que é responsável pela produção e distribuição de energia elétrica em Homuzgan e região.

Usina nuclear Irã

Usina nuclear iraniana

O governo afirma que o ataque faz parte de um projeto secreto dos Estados Unidos e Israel que busca desestabilizar o seu programa nuclear. O Ocidente, por sua vez, acredita que o Irã estaria desenvolvendo armas nucleares a partir de seu programa nuclear, algo que o governo local nega.