Estudante britânico é julgado por hackear o site do PayPal

Por Redação | 23.11.2012 às 14:38

O estudante britânico Christopher Weatherhead (22), da Universidade de Northumberland, foi levado a julgamento nesta semana por hackear o site de pagamentos eletrônicos PayPal e ter causado um prejuízo de 5,5 milhões de dólares (cerca de R$ 11,5 milhões) para a companhia.

Weatherhead afirmou à corte que participou de um projeto arquitetado pelo grupo de hackativistas Anonymous. O site do PayPal teria supostamente se tornado alvo dos hackers, pois se recusou a processar doações enviadas ao site Wikileaks, de Julian Assange.

A promotoria informou que o ataque orquestrado pelo jovem causou, além do prejuízo financeiro, danos consideráveis à reputação da empresa, além de perda no número de clientes e de negociações. O acusado, por sua vez, alegou inocência diante do júri e disse que não foi o responsável pelo ataque que prejudicou a operação dos computadores entre o dia primeiro de agosto de 2010 e 22 de janeiro de 2011.

Hacker

Reprodução: TechRadar

Ainda durante o julgamento, a corte de Southwark Crown afirmou que Christopher Weatherhead tinha assumido a autoria do ataque, junto a outras três pessoas, em um depoimento anterior. Ele afirmou também que tinha direcionado o ataque ao PayPal seguindo um movimento contrário aos adversários da pirataria na internet.

O juiz ainda ouviu 100 funcionários do PayPal que foram destacados para reorganizar o sistema da empresa depois do ataque cibernético. O processo ainda deve demorar algumas semanas para ser concluído.