Conta da Thomson Reuters no Twitter é invadida por hackers

Por Redação | 30.07.2013 às 13:00

A conta no Twitter da agência de notícias Thomson Reuters (@thomsonreuters) foi invadida por hackers nesta segunda-feira (29). Mais uma vez, os ataques contra perfis de grandes empresas e organizações no microblog sugerem que as contas estão pouco protegidas, já que muitas vezes uma única senha é compartilhada por várias pessoas.

Aparentemente, o perfil foi tomado pelo Syrian Electronic Army, um grupo hacker que assumiu os ataques e controles temporários das contas da NPR, do programa da CBS '60 Minutes' e da Associated Press em abril deste ano. No começo de 2012, o mesmo grupo foi o responsável pela invasão do site da rede Al Jazeera.

Na tarde de ontem (29), por cerca de 45 minutos o perfil da Reuters começou a publicar mensagens contendo charges políticas violentas e, de certa forma, bastante ofensivas. Pouco tempo depois que as publicações começaram a surgir, o Twitter suspendeu a conta. Agora, o perfil opera normalmente e não há mais indícios das charges violentas postadas durante a invasão.

"Hoje mais cedo o @thomsonreuters foi invadido", afirmou um porta-voz da agência ao Wall Street Journal. "Durante um período, pessoas não autorizadas publicaram tuítes pré-fabricados dos quais a Thomson Reuters não é a fonte oficial".

Em maio, o Twitter introduziu uma nova ferramenta de autenticação de dois fatores, que solicita ao usuário a introdução de um código enviado por SMS toda vez que ele tentar acessar a rede social de um novo dispositivo. O novo recurso foi introduzido após o Twitter ter registrado uma série de ataques cibernéticos em perfis no microblog.