Capturados suspeitos de atacarem e "sequestrarem" dispositivos iOS

Por Redação | 10.06.2014 às 11:00

Os hackers envolvidos nos ataques a celulares Apple no último mês foram identificados pelas autoridades na Rússia, segundo um novo relatório do Sydney Morning Herald.

O caso atingiu um grande número de usuários da Apple na Austrália e Rússia, que tiveram seus dispositivos iOS bloqueados. Para desbloquearem seus aparelhos, as vítimas precisavam pagar um resgate. Na época a Apple negou os rumores de que isso poderia estar realmente acontecendo.

Segundo o relatório, as autoridades russas podem ter encontrado os envolvidos nos pedidos de resgate. Os dois hackers, de 17 e 23 anos, são moradores do sul de Moscou e um deles já havia sido julgado anteriormente por um caso semelhante.

Os suspeitos foram capturados quando tentavam retirar dinheiro do resgate de um caixa eletrônico. Entre os danos que até então eram desconhecidos está o acesso deles a IDs da Apple via phishing scams.

Os alvos eram usuários da Austrália e Rússia, no entanto alguns deles viviam nos Estados Unidos. Vítimas levaram o caso para o fórum de suporte da Apple e outras mídias sociais. No fórum, as principais dicas para evitar esse tipo de invasão é o cuidado com e-mails incomuns em nome da Apple e também utilizar a verificação de identidade em duas etapas.