Anonymous promete derrubar sites de extremistas para "vingar" Charlie Hebdo

Por Redação | 09.01.2015 às 17:52 - atualizado em 12.01.2015 às 10:16

A onda de manifestações de solidariedade e protesto diante das mortes no atentado terrorista à revista satírica francesa Charlie Hebdo continua. Agora, quem engrossa o coro é o grupo ativista hacker Anonymous, que prometeu, em vídeo, uma retaliação na forma de interrupção dos sites de grupos extremistas islâmicos, também conhecidos como "jihadistas". As informações são do Telegraph.

"É uma mensagem para a Al-Qaeda, o Estado Islâmico e outros terroristas", diz o vídeo, carregado a partir da conta belga do grupo. A exibição conta com uma pessoa utilizando a já conhecida máscara alusiva a Guy Fawkes, rebelde inglês que influenciou a criação de V, personagem que, paradoxalmente, ataca o terrorismo com as mesmas práticas de seus inimigos.

"Estamos declarando guerra contra vocês, os terroristas", diz a pessoa, em frente a uma mesa que contém a hashtag #OpCharlieHebdo, uma "convocação" para que os hackers participem da operação de derrubada dos sites jihadistas. Além de interromper as conexões, o grupo pretende rastrear e fechar todas as contas de redes sociais relacionadas com terroristas.

Há também mensagens sobre o assunto no serviço de armazenamento de textos temporários Pastebin. No tópico "Uma mensagem aos inimigos da liberdade de expressão", o coletivo envia condolências "às famílias das vítimas deste ato covarde e desprezível". "A liberdade de expressão tem sofrido assalto desumano... E é nosso dever reagir", complementa.

No ano passado, o Anonymous realizou ataques cibernéticos contra sites governamentais, religiosos e corporativos através da famosa negação de serviço por meio da sobrecarga de tráfego de inúmeras fontes, o DDoS. Esta deve ser a mesma tática para inutilizar as páginas jihadistas.

A semana foi de manifestações contrárias aos atos terroristas, em redes sociais e todo o tipo de comunicação, no mundo todo. O Google doou US$ US$ 296 mil para a publicação francesa e os funcionários sobreviventes prometeram reverter as doações em uma edição histórica, com mais de um milhão de cópias. A Apple francesa também mostrou solidariedade ao exibir uma faixa preta com a frase que resume as manifestações "Je Suis Charlie" (Eu sou Charlie).

Confira o vídeo com a mensagem do Anonymous:

Fonte: http://www.telegraph.co.uk/news/worldnews/europe/france/11335676/Hacktivists-Anonymous-says-it-will-avenge-Charlie-Hebdo-attacks-by-shutting-down-jihadist-websites.html