Anonymous estão prestes a entrar em "guerra interna"

Por Redação | 12.11.2013 às 15:21

O grupo hacktivista Anonymous está prestes a entrar em pé de guerra. Tudo começou após o vazamento de uma nova leva de documentos por Edward Snowden, ex-agente da NSA. Entre as informações, foi revelado que autoridades australianas participariam do esquema de espionagem dos Estados Unidos, e que a Indonésia seria um dos principais alvos. Saiu no blog Link, do Estadão.

O embaixador australiano prestou esclarecimentos na Indonésia sobre a possível participação do país em espionagem, mas mesmo assim, participantes do grupo de hacktivismo asiático passaram a atacar sites da Austrália. Desde então, um país começou a enfrentar o outro virtualmente.

Uma ameaça proferida pelo grupo australiano em um vídeo publicado no YouTube foi colocada no ar neste fim de semana. O vídeo pedia para que a divisão indonésia do grupo cessasse os ataques aos sites civis australianos – caso contrário, a divisão da Austrália iniciaria uma ciberguerra.

A rixa virtual do outro lado do mundo

Todas as invasões realizadas pelo grupo indonésio pediam para que os australianos deixassem de espionar o país. Em resposta, o grupo hacker da Austrália revidou, afirmando que tais ações eram desnecessárias, principalmente por terem sido feito de alvo sites sem nenhuma relação com o governo do país. Em resposta, um departamento do grupo Anonymous da Indonésia solicitou que tais ataques não fossem mais feitos a sites civis – o que sugere que os hackers tenham realizado movimentos individuais.

Resta saber se o grupo hacktivista indonésio não pretende, desta forma, direcionar os ataques a sites governamentais da Austrália e iniciar, de fato, uma nova batalha virtual.