AVG alerta que 90% de hacks de jogos online contêm malware

Por Redação | 19 de Abril de 2013 às 14h10
photo_camera New York Daily News

Os jogadores brasileiros de games online podem estar correndo o risco de serem infectados por malwares. Uma pesquisa conduzida pela AVG Technologies afirma que 45 milhões de jogadores, assíduos ou casuais, estão correndo riscos de terem seus computadores infectados por meio de hacks de jogos baixados a partir de sites alternativos, e 90% desses hacks instalam vírus e malwares nas máquinas dos usuários podendo resultar no controle remoto do PC, roubo de dados e informações bancárias.

Muitos jogadores que querem ampliar os recursos do seu jogo e desenvolver seus personagens buscam por hacks alternativos e os baixam através de torrents ou outros sites de compartilhamento. "Segundo a PricewaterhouseCoopers, o mercado de games movimentou mais de R$ 800 milhões em 2011 e é o quarto maior do mundo, chamando a atenção dos cibercriminosos, que veem nestes números uma ótima oportunidade de fazer ataques lucrativos", afirmou em nota Mariano Sumrell, diretor de marketing da AVG Brasil.

Os pesquisadores constataram que dentro da maioria dos arquivos disponíveis para download em sites de compartilhamento como, por exemplo, FilesTube e FileCorp, existem trechos de códigos maliciosos, que podem ser facilmente executados no PC dos usuários.

A AVG Technologies sugere aos jogadores que sempre mantenham seus antivírus atualizados e optem por serviços de proteção que têm a opção 'Game Mode', que permite que seu antivírus continue ativo mesmo enquanto estiver jogando. Além disso, sugere-se o uso de senhas complexas e diferentes para cada serviço na web que o usuário utilizar e, ao tentar entrar nos sites de jogos, o usuário deverá escrever o endereço na barra de URL do seu navegador, evitando assim que ele clique sobre um possível link suspeito.

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.