Unidade de Manaus da escola CESAR recebe credenciamento na Lei da Informática

Por Rafael Arbulu | 11 de Julho de 2019 às 20h57
Kimpus

A Lei da Informática — que reúne aspectos legislativos das leis 8.248/91, 10.176/01, 11.077/04 e 13.023/14 — conferiu às unidade de Manaus/AM da CESAR School isenção de impostos em investimentos feitos nas áreas de pesquisa e desenvolvimento, segundo informa o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC).

A legislação abre mão especificamente do recolhimento de IPI na aquisição de equipamentos, desde que a empresa beneficiária se comprometa a utilizá-los no desenvolvimento de tecnologias. No caso da CESAR School, uma entidade privada focada em empreendedorismo, inovação e projetos sociais e empresariais, isso implica no desenvolvimento de seu centro de criação, podendo receber empresas que queiram investir em soluções por meio dele.

(Imagem: Divulgação/CESAR School)

De acordo com Eduardo Peixoto, Chief Design Officer (CDO) da CESAR, a medida deve trazer mais competitividade ao setor de tecnologia do país. “Investir em pesquisa e desenvolvimento, principalmente na área de tecnologia, é uma estratégia crucial para garantir o crescimento sustentável de um país. O Brasil, contudo, gasta muito pouco com o segmento anualmente”, pondera Peixoto. Segundo dados do MCTIC, investe-se cerca de R$ 80 bilhões em pesquisa e desenvolvimento por ano, somando gastos das iniciativas pública e privada — valor que representa menos de 1,3% do Produto Interno Bruto (PIB).

Esse valor baixo acaba contribuindo negativamente na evolução do país como um pólo tecnológico. Dados divulgados previamente pelo levantamento Brazil Digital Report 2019 da McKinsey mostram que, em praticamente 30 anos, o Brasil evoluiu bem pouco, com ganhos anuais de produtividade tecnológica na casa de 1,3% entre os anos de 1990 e 2018. O Chile, nosso conterrâneo latino, por exemplo, teve 3%, enquanto China apresentou quase 9%.

A unidade de Manaus da CESAR School se destaca pela oferta de oportunidades em pesquisas voltadas ao conceito de Internet das Coisas (IoT, na sigla em inglês), em especial no que tange a ofertas em automação de dispositivos, como smartphones e tablets.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.