Secretário-geral da ONU alerta para os perigos da ciberguerra entre países

Por Ares Saturno | 20 de Fevereiro de 2018 às 15h53

De acordo com declaração do secretário-geral da ONU, António Guterres, em conferência na Universidade de Lisboa realizada na última segunda-feira (19), uma guerra cibernética entre nações já se iniciou, e para lidar com ela será necessário unir forças e estabelecer regras globais com o intuito de proteger civis.

Ele já havia falado sobre o tema na semana anterior, em visita ao Fórum de Segurança de Munique, na Alemanha. Lá, ele defendeu que já passou da hora de ter uma discussão séria sobre questões legais que tangenciam a ciberguerra, e demonstrou preocupação com a tensão aumentando a cada dia sem que nenhum órgão internacional se levante para tomar a responsabilidade em organizar os debates necessários.

Com ataques cibernéticos como o WannaCry sendo conectados a entidades ligadas ao governo norte-coreano, e a intervenção da Internet Research Angency, ligada ao Kremlin, tanto na eleição de Donald Trump, quanto na votação do Brexit, ambos ocorridos em 2016, fica evidente que a internet é uma nova ferramenta para que governos inimigos se alfinetem.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Durante o evento de segunda-feira, Guterres disse estar "absolutamente convencido" de que a próxima grande guerra começará com "um massivo ciberataque destruinndo capacidades militares, e paralizando a infraestrutura básica, como as redes elétricas". O secretário-geral da ONU ofereceu a plataforma do órgão para facilitar o processo de se construir proteções a fim de impedir que isso aconteça. A ideia é que governos, acadêmicos e especialistas possam, juntos, estabelecer regras que protejam o "caráter humano" caso haja um grande conflito baseado no mundo cibernético, garantindo, ainda, que a internet permaneça "um instrumento em serviço do bem".

Fonte: CNET

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.