Pentágono solicita que soldados dos EUA não comprem aparelhos da ZTE e Huawei

Por Eduardo Hayashi | 02 de Maio de 2018 às 16h15
photo_camera B Mobiled
TUDO SOBRE

ZTE

Depois das pressões do governo dos Estados Unidos para enfraquecer a atuação de duas grandes fabricantes chinesas de aparelhos móveis em território norte-americano, o Pentágono também acaba se posicionar contra a presença das marcas Huawei e a ZTE em suas dependência militares.

Nesta quarta-feira (2), o The Wall Street Journal noticiou que o departamento de defesa dos Estados Unidos emitiu um comunicado alertando que soldados em bases militares dos EUA em todo o mundo evitem a aquisição de smartphones da Huawei e ZTE.

Para justificar esta orientação, o major Dave Eastburn, porta-voz do Pentágono, explicou que “dispositivos da Huawei e da ZTE podem representar um risco inaceitável para o pessoal e para as informações e missão do departamento".

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Apesar do breve esclarecimento, não foi especificado o motivo que culminou ao boicote aos aparelhos das empresas chinesas. A hipótese mais forte é de que o governo suspeite que tais dispositivos possam ser utilizados pela China para rastrear a localização de soldados americanos.

Além disso, Eastburn deixou claro que o Pentágono não pode proibir que as tropas parem de comprar os aparelhos das marcas supracitadas para utilização pessoal, mas que os soldados “deveriam estar atentos aos riscos de segurança representados pelo uso”.

Fonte: TheVergeWSJ

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.