Parceria da ABDI e Inmetro testará soluções urbanas na baixada fluminense

Por Redação | 23 de Novembro de 2017 às 10h10
público

A Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), voltada para análises do setor produtivo, se uniu ao Inmetro em uma parceria para a criação de um laboratório de testes para Cidades Inteligentes, na cidade de Xerém, na baixada fluminense, no Rio de Janeiro.

O conceito de Cidade Inteligente fala sobre o uso de tecnologia no cotidiano da população de uma localidade, integrando o espaço, os serviços públicos ofertados e os cidadãos que lá residem, trabalham, consomem. A forma como vivemos nos espaços urbanos tem se modificado cada vez mais rápido através dos avanços tecnológicos, motivo pelo qual Guto Ferreira, presidente da ABDI, acredita que o cotidiano das cidades será profundamente modificado dentro dos próximos 5 ou 10 anos.

"Discutir se o futuro que se aproxima será positivo ou não é uma discussão que não gera efeito prático, pois ele irá acontecer e não tem como ser freado. O que precisamos e estamos fazendo é pensarmos em como utilizar o que está sendo criado de inovação para melhorar a qualidade de vida das pessoas de forma prática".

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

O 1° laboratório de testes para Cidades Inteligentes em Xerém (RJ) focará no desenvolvimento de inovações para a iluminação pública, conectividade, prevenção de desastres naturais e mobilidade urbana. “Posso afirmar que deste projeto sairá grande parte do que teremos nas cidades nos próximos anos”, explica Ferreira.

O presidente da ABDI ainda falou sobre o projeto: "Vamos buscar no mercado, junto às indústrias, as soluções existentes e implantá-las em um ambiente monitorado do Inmetro. A ideia é avaliar quais requisitos técnicos são necessários para determinadas tecnologias voltadas para as cidades inteligentes, quais critérios técnicos, arquiteturas, normas, padrões, procedimentos de conformidade e metrológicos devem ser seguidos”.

A proposta visa, ao final do projeto, contar com materiais para avaliação dos gestores públicos interessados em promover a implantação de Cidades Inteligentes no Brasil.

A seleção das empresas que participarão do laboratório já foi abordada nesta matéria aqui.

Fonte: Cidades Inteligentes

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.