Ministro das Comunicações considera desoneração de telcos a médio ou longo prazo

Por Rafael Romer | 18 de Outubro de 2016 às 00h07

O Ministro de Ciência, Tecnologia e Comunicações, Gilberto Kassab, avaliou na noite desta segunda-feira (17), durante a abertura da Futurecom 2016, que o setor de telecomunicações poderá ser desonerado "no médio ou longo prazo", para retomada do seu crescimento.

O tema da elevada carga tributária do setor no Brasil foi tema de uma reunião reunião realizada na tarde desta segunda entre Kassab, representantes de operadoras e de empresas do setor de telecomunicações do país.

Um dos pontos de preocupação do setor é o Recurso Extraordinário (RE) 776594, que será votado pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Vindo de uma disputa entre a TIM e a cidade de Estrela d'Oeste (SP), o recurso poderá dar aos municípios a possibilidade de implementar novas taxas de fiscalização em atividades de telefonia celular.

"Não se admite pensar em redução de carga tributária a curto prazo", avaliou Kassab. "Mas, com a participação do Ministério da Fazenda, vamos começar a planejar um futuro diferente. Até porque todos sabemos que reduzindo a carga tributária, vamos aumentar a demanda, melhorar receitas e criar empregos".

De acordo com o presidente da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), Juarez Quadros, também presente na reunião desta tarde, Kassab se comprometeu a elaborar uma proposta de desoneração junto ao setor de telecomunicações, mas não estabeleceu metas ou prazo para o documento.

Quadros também defendeu a necessidade da uma redução de tributos sobre o setor, mas avaliou que qualquer projeto deverá ser discutido e negociado a nível "interministerial". "Os Estados têm a maior carga, com o ICMS (Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços), então isso não pode ser feito com uma vontade só do nosso setor", comentou.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.