Kassab lança consulta pública para bolar estratégia para a transformação digital

Por Redação | 02.08.2017 às 15:42

Na última terça-feira (1), o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Gilberto Kassab, lançou uma consulta pública para elaborar a Estratégia Brasileira na Transformação Digital, reunindo diretrizes e metas para a digitalização da economia brasileira, que acontecerá nos próximos anos. A proposta foi formulada por um Grupo de Trabalho Interministerial (GTI), coordenado pelo MCTIC, sendo que a consulta durará 30 dias.

Com a consulta, o objetivo é criar um ambiente habilitador para impactos transformadores na agricultura, comércio, finanças, indústria e serviços de transporte e logística, proporcionando o avanço tecnológico nesses segmentos para a chamada 4ª Revolução Industrial.

O texto destaca a tendência de as tecnologias digitais guiarem, cada vez mais, a vida cotidiana das pessoas. “Elas estão em casa, no trabalho, nas escolas, nos meios de comunicação e nas relações sociais”, descreve o texto a respeito das tecnologias, afirmando que “para que o Brasil possa tirar pleno proveito da revolução digital, colhendo todos os benefícios que a sociedade da informação e do conhecimento têm a oferecer, a economia nacional deve se transformar, com dinamismo, competitividade e inclusão, absorvendo a digitalização em seus processos, valores e conhecimentos”.

Ainda de acordo com o documento, a economia transformada pela digitalização deve alcançar todos os brasileiros, sendo que “não é possível conceber uma economia moderna e dinâmica que não proporcione igualdade de oportunidades em todas as regiões do país”. Sendo assim, o GTI identificou características nacionais para superar desafios e gargalos, avançando na digitalização da economia nacional.

"Embora o Brasil possua fortes e significativas vantagens competitivas em determinadas áreas, como o agronegócio, a diversidade cultural, uma economia grande e diversificada, com mercado consumidor atraente, quando comparado globalmente, percebe-se o país ainda tem desafios importantes a enfrentar", conforme consta no texto-base do projeto, e, para aproveitar as potencialidades do país, superando os obstáculos, o governo disponibilizou a consulta pública online no período de um mês — após esse tempo, a versão final do texto será enviada como minuta de decreto à Presidência da República.