Gabinete de Segurança pedirá informações à TIM sobre acesso a dados de Dilma

Por Redação | 22.08.2013 às 16:40

O Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República pedirá informações à operadora TIM sobre o acesso de dados cadastrais da presidente Dilma Rousseff no Serasa, visualizados por funcionários da empresa, como informa a coluna de Mônica Bergamo no jornal A Folha de S. Paulo desta quinta-feira (22).

Como Dilma não tentou adquirir nenhum aparelho ou serviço da companhia, o acesso aos dados é considerado injustificável e, no mínimo, suspeito. A TIM, por sua vez, demitiu os dois funcionários que teriam acessado os dados cadastrais da presidente, afirmando que eles quebraram o código de conduta estabelecido pela empresa.

Assim como os dados de Dilma Rousseff, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva também teve suas informações acessadas e não tentou comprar nenhum produto da operadora.