A importância do Search para a esfera pública

Por Colaborador externo | 06.06.2014 às 18:23

Por Toshiyuki Sakata*

O último levantamento da pesquisa Justiça em Números, realizado pelo Conselho Nacional de Justiça, aponta que mais de 92 milhões de processos tramitaram no Brasil ao longo de 2012. O altíssimo volume de informações é um dos motivos de atravancamento do sistema judiciário no país: na hora de julgar, o magistrado precisa realizar uma busca por casos semelhantes e jurisprudência. O excesso de dados compromete também a divulgação dos gastos de órgãos públicos no atendimento à Lei de Acesso da Informação. Muitas instituições não conseguem criar um sistema eficiente de pesquisa para atender a demanda dos usuários.

As duas situações exemplificam a necessidade do poder público de introduzir ferramentas de search em sites e sistemas internos. É um importante e eficiente recurso que facilita a vida dos colaboradores para lidar com a imensa quantidade de informações. Muitos gestores desconhecem a existência de plataformas deste tipo. É um sonho antigo de quem trabalha em órgãos governamentais: poder digitar uma determinada palavra-chave e encontrá-la rapidamente.

Apresentar e introduzir essas soluções na esfera pública são desafios de quem trabalha com tecnologia no Brasil. O setor ainda carece de produtos que otimizem processos e permitam aos servidores melhorarem a produtividade no trabalho.

Pesquisa da IDC aponta que um funcionário gasta em torno de três horas e meia por semana navegando por informações até encontrar as corretas. Levantamento do Butler Group Research afirma que 10% do custo da folha de uma empresa é desperdiçado com buscas ineficazes.

As empresas que adotaram o sistema já perceberam o nicho de mercado a ser explorado. Surgiram seminários e eventos com o intuito de aproximar as companhias e os órgãos públicos, criando oportunidades para negócios e a apresentação de soluções que podem atender a demanda nos setores governamentais com processos internos de compartilhamento e divulgação de dados.

É uma tendência que ganha força à medida que os órgãos estatais percebem o ciclo envolvido. A maior rapidez na busca resulta em produtividade dos colaboradores e garante eficiência ao trabalho. Dessa forma, ganham transparência nos processos, um bem de valor na esfera pública brasileira.

*Toshiyuki Sakata é diretor comercial da Just Digital, empresa especializada em soluções enterprise para gestão de conteúdo e search.