Sete lições para motivar e manter talentos

Por Colaborador externo | 24 de Setembro de 2015 às 07h59

Por Matias Recchia*

Um dos maiores desafios que empresários têm é atrair e manter talentos. Baseado na minha experiência como empreendedor, posso dizer que acertei, mas, também, cometi erros que resultaram na perda de talentos-chave nas empresas que participei. Listo sete lições para que empresários consigam manter essas pessoas importantes para seu negócio:

1. Definir claramente os papéis e responsabilidades: Em uma startup, todos acabam fazendo de tudo, mas é preciso deixar claro que o "proprietário" é a chave. Ele cria transparência possível, para que todos saibam quem é responsável por cada iniciativa.

2. Ouça tudo o que você puder: Escute o que os membros da sua equipe têm a falar. Tire um tempo para saber suas opiniões sobre a empresa, o produto ou serviço em questão, como eles se sentem sobre seus trabalhos e o que está acontecendo em suas vidas pessoais. Muitas vezes, não temos que fazer nada de diferente; o fato de passar o tempo escutando faz a diferença.

3. Comunique claramente as prioridades: Como líder de uma empresa, provavelmente você terá que lidar com 20 coisas ao mesmo tempo. Entretanto, as prioridade devem estar muito bem definidas, sendo necessário comunicar e transmiti-las através da organização. Tente não ter mais do que três grandes iniciativas de uma vez só. Se você precisar mudar de direção, comunique de forma proativa a mudança que deve ser feita e a razão de fazê-la.

4. Encontre as desavenças e ataque-as de forma proativa: Uma pessoa que não está bem, pode contagiar o restante. Não permita que uma pessoa ou um pequeno grupo de pessoas que não estão felizes, contaminem o restante da empresa. Não tenha medo de deixar ir embora membros da equipe que são bons em nível de execução, mas não colaboram com um bom ambiente de trabalho.

5. Deixe claro quais são as expectativas de cada função e a cultura que busca promover na empresa: há empresas onde a maioria das pessoas trabalham remotamente e funcionam perfeitamente, e há empresas que parecem um acampamento de férias onde todos os funcionários fazem o seu trabalho com êxito. Escolha qual cultura que você deseja criar e selecione as ferramentas para reforçar o caminho que você escolheu.

6. Dedique um tempo para entender os tipos de personalidades que existem na sua equipe e explique a sua: Alguns são hiperativos, outros calmos, alguns extrovertidos, outros introvertidos, alguns são organizados, outros sofrem de déficit de atenção. Entender as personalidades de cada um ajuda a saber como interagir melhor e evitar erros de interpretação. Uma boa ferramenta utilizada por várias organizações para determinar personalidades dinâmicas e melhorar trabalho em grupo é o Indicador Myers-Briggs .

7. Certifique-se de que membros da sua equipe se sintam valorizados: Não existe uma fórmula mágica motivadora. E se há uma coisa que eu posso dizer é que a coisa mais importante em reter talentos é fazer com que as pessoas se sintam valorizadas. Há muitas maneiras de fazer isso, seja com reconhecimento público, recompensas monetárias ou apenas tomar o tempo para ter conversas frente a frente. Como em outros aspectos da vida, todos nós gostamos de nos sentir respeitados e relevantes.

* Matias Recchia é CEO e cofundador da IguanaFix, site para orçar e contratar serviços de consertos em casas ou escritório. Com MBA pela Harvard Business School, Recchia sempre se interessou por empreender em mercados emergentes. Atuou como CEO da Vostu, empresa especializada em social games, escolhida entre as Top 10 mais inovadoras do Brasil, em 2011, pela revista Wired.

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.