São Paulo quer digitalizar abertura de empresas na cidade

Por Redação | 21 de Março de 2017 às 18h35
photo_camera Divulgação

A digitalização de operações e a eliminação do uso de papel já é uma prática em andamento em diversas empresas. Entretanto, a prefeitura de São Paulo também está de olho nesta tendência, e isso deverá ser colocado em ação para processos repletos da chamada "papelada", como abertura de empresas, por exemplo.

A Prodam, companhia processamento de dados da prefeitura de São Paulo, investirá na integração de diferentes sistemas e bases de dados dos órgãos e secretarias para que o governo municipal use o Big Data para planejar e desenvolver políticas públicas.

Uma das primeiras e principais iniciativas nesta direção a ser realizada nos próximos meses é o Empreenda Fácil, projeto para facilitar o processo de abertura de empresas no município. Segundo o vice-presidente da Prodam, Flávio Beall, o plano é abolir papel, mas também outros processos burocráticos, economizando em "papel, caneta e, principalmente, carimbo".

Um dos processos que estamos fazendo, no licenciamento de abertura de empresas, vai consolidar as licenças que uma empresa precisa. Em vez de uma série de autorizações de cada uma das secretarias, terá apenas um único licenciamento. Com o tempo a gente espera que até essa licença única seja desnecessária, podendo validar pelos canais de internet”, afirmou Beall em entrevista ao site Convergência Digital.

Segundo o executivo, este processo informatizado também poderá fornecer dados de inteligencia para o poder público, o que possibilitará direcionar os rumos que a gestão quer ter para incentivar determinadas áreas do empreendedorismo ou ações de política pública.

"Hoje isso não existe, os dados não estão organizados dessa maneira, mas nosso desafio número um é montar essa área de Big Data”, disse Beall.

Fonte: Convergência Digital

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.