Elon Musk demite gerentes da SpaceX devido a prazos de lançamento de satélites

Por Rafael Arbulu | 01 de Novembro de 2018 às 13h05
SpaceX
Tudo sobre

SpaceX

Saiba tudo sobre SpaceX

Ver mais

Não deve ser muito fácil trabalhar sob o comando de Elon Musk: de acordo com fontes ouvidas pela agência de notícias Reuters, o CEO da SpaceX fez uma visita às instalações da empresa em junho deste ano com o simples objetivo de supervisionar alguns procedimentos diários da equipe. Mas ao melhor estilo “Elon Musk” de ser, o executivo demitiu, em questão de poucas horas no local, cerca de sete gerentes das áreas de engenharia da SpaceX por discordâncias referentes à janela de prazos de lançamentos de dois satélites Starlink.

Não contente, Musk fez valer a sua fama de delimitar prazos apertados dentro de suas empresas e, para compensar o vazio deixado pelos gestores recém-demitidos, o CEO mandou trazer, da sede da SpaceX na Califórnia, novos gerentes, dando-lhes uma ordem expressa: lançar a próxima linha de satélites Starlink até o final do primeiro semestre de 2019.

Elon Musk (foto) teria demitido sete engenheiros da SpaceX em uma visita às instalações da companhia devido a discordâncias no prazo de lançamento de dois satélites 

O Projeto Starlink é, em sua essência, uma teia de satélites que, uma vez lançados, prometem levar internet banda larga de altíssima velocidade às regiões rurais dos Estados Unidos. Para Musk, é fundamental que o projeto fique online o mais cedo possível a fim de assegurar fundos para outros projetos da SpaceX — incluindo um sonho pessoal de Elon: levar um foguete tripulado comercial até Marte.

O Starlink compete com outras iniciativas similares, como o projeto OneWeb (do engenheiro, inventor e empresário Greg Wyler, fundador da O3b Networks); e o Telesat Canada, da empresa homônima de telecom.

Fonte: Reuters

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.