Começando a praticar o SEO

Por Caio Monteiro | 17 de Dezembro de 2013 às 18h24

Este poderia ter sido o primeiro texto sobre SEO em minha coluna, porém, iria alimentar mais ainda a errônea impressão de que SEO baseia-se somente nos fatores internos de um site. Vamos falar sobre os fatores internos de uma página, aqueles que são mais conhecidos pela maioria das pessoas e que muitas vezes são interpretados como "O SEO".

Quando perguntamos a alguém o que é SEO, é bem comum recebermos respostas como: “É alterar o título da página para posicioná-la melhor em um resultado de busca” ou, “SEO é trabalhar o conteúdo do site para que possua palavras relevantes às buscas dos usuários”.

A verdade é que isso está parcialmente correto. Dessa forma, seria bem mais prático conquistar posições relevantes para um site. No entanto, os fatores internos são apenas o começo de um trabalho de SEO, acredito que o “normal” seja começar compreendendo como trabalhar estes fatores e por que eles são importantes.

Em meu primeiro texto nesta coluna, mencionei que existem uma série de fatores que compõem uma estratégia de SEO e que estes são basicamente divididos entre fatores internos e externos. Ao falar de fatores internos, estou me referindo aos títulos das páginas, às meta description tags, às Heading-Tags, ao conteúdo do site, ao domínio, à URL amigável e às alt tags das imagens.

SEO

Títulos ou titles

Para a grande maioria dos especialistas em SEO, não resta dúvidas de que o título é o atributo mais importante para um bom rankeamento no Google.

O título será a primeira frase que o usuário irá ler no resultado de uma busca. É extremamente importante que ele seja coerente e esteja relacionado com o que o usuário buscou.

Algumas dicas quanto ao title:

  • Não ultrapasse 70 caracteres , tente elaborar um título coerente, que transmita de forma resumida do que se trata aquela página com até 70 caracteres;
  • Trabalhe palavras-chave em seu título, contudo, não esqueça que elas devem estar em um contexto sensato. Jogar as palavras-chave aleatoriamente em um title é keyword spamming e não irá ajudar muito;
  • Utilize o nome de seu site nos titles de todas as páginas, assim, o nome dele estará presente nos resultados de busca relevantes, associando e divulgando assim o seu site/marca;
  • Procure separar a frase de seu title do nome ou setor (colunas, artigos, assuntos, etc) do seu site, utilize caracteres separadores como “-“ ou “|”;
  • Procure padronizar os titles de seu site, não deixe os títulos de cada página de uma maneira, procure fazer todos da mesma maneira, ex:

Canaltech – Colunas – Descomplicando o SEO

Canaltech – Colunas – PageRank: O seu site é mesmo importante para o Google?

(maneira correta)

Canaltech | Descomplicando o SEO – Colunas

Colunas – Canaltech - PageRank: O seu site é mesmo importante para o Google?

(maneira errada)

  • Deixe claro no título qual é o conteúdo da página.

Meta Description Tags

Sabe aquele texto que aparece embaixo do título de um site em um resultado de busca? Então, este texto pode ser elaborado manualmente e não necessariamente atribuído pelo próprio buscador. A ele, damos o nome de Description ou Meta Description Tags.

Meta Description Tags

As Meta Description Tags são de fundamental importância para mostrar ao usuário parte do conteúdo que ele irá encontrar em seu site. Uma boa Description também serve como uma pequena propaganda para atrair tráfego a sua página.

Você já imaginou se um usuário faz uma busca e no resultado sai o seu site e o do seu concorrente? Em qual você acha que ele iria clicar? Naquele que já diz logo no resultado de busca tudo o que ele poderá encontrar em sua página ou no seu concorrente, que possui uma description automática e com um conteúdo bastante irrelevante?

Sem contar, é claro, que o uso das palavras-chave dentro da meta-description irá ajudar a melhorar o rankeamento de seu site para aquele termo. Mas utilize as palavras-chave dentro de um contexto lógico, que realmente faça sentido, ou você poderá estar fazendo black-hat e deixando seu site sujeito a punições.

É importante lembrar que as Descriptions devem ser escritas com até 160 caracteres, pois os buscadores normalmente não mostram mais do que isso.

Heading-Tags

Para encerrar este texto, falaremos agora sobre as Heading-Tags, deixando os demais fatores internos para o próximo artigo. Talvez as Heading-Tags sejam um pouco mais complexas, mas não é nenhum “bicho de sete cabeças”.

Na verdade, a lógica é simples, as tags(de h1 – h6) foram criadas para mostrar/separar os textos de destaque de uma página.

Funciona basicamente igual à um texto em normas ABNT, sempre fazemos um tópico com um número e colocamos os seus devidos subtópicos, exemplo:

Começando a praticar SEO

  • Títulos
  • Meta Description Tags
  • Heading-Tags

Esta seria a forma correta em um sumário/texto nas normas ABNT, correto?

Para os buscadores, funciona basicamente da mesma forma, porém, é importante entendermos isso, pois, os mecanismos de pesquisa identificam estas tags e utilizam para definir o rankeamento de uma página.

Isto é, as Heading-Tags possuem grande importância em um trabalho de otimização.

Em resumo, a tag h1 deve trazer um resumo do que o texto irá abordar e a tag h2 deve abordar um subtítulo ou conteúdo subsequente desta h1 e assim por diante.

Se colocarmos em um exemplo prático, o uso das Heading-Tags deveria ser desta maneira:

Técnicas de SEO

Fatores Internos

Titles

Repare que pelo que foi apresentado até hoje, no exemplo acima, a tag h2 é um subtítulo da h1 e a h3 uma subsequência da h2.

Para encerrar, é importante lembrar que não é possível utilizar mais de uma tag h1 em uma página e muito menos quebrar a hierarquia no uso das Heading-Tags.

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.