Campeões brasileiros usaram tecnologias da SAP

Por Leandro Souza | 16 de Dezembro de 2016 às 13h16
photo_camera Reprodução

A SAP é conhecida por seus softwares voltados ao segmento de gestão. Entretanto, nos últimos anos, a empresa alemã diversificou seu portfólio de serviços, entrando em áreas como recursos humanos (SuccessFactors), procurement (Ariba) e outros. Uma das mais recentes investidas da empresa foi no segmento de esporte, desenvolvendo soluções de inteligência para performance de atletas como no caso da seleção alemã campeã do mundo em 2014. No Brasil, a companhia também tem motivos para comemorar, pois tanto o campeão da Copa do Brasil, Grêmio, como do Campeonato Brasileiro, Palmeiras, são usuários de softwares da multinacional.

Segundo Ricardo Kazuo, executivo de marketing da SAP e líder da divisão de esportes da companhia no país, os cases de Palmeiras e Grêmio são vitrines para que não apenas clubes de futebol, mas outros esportes também venham a usar soluções da companhia.

"No Brasil, o futebol sem dúvida é o esporte com maior engajamento, poder econômico e potencial de adoção de soluções tecnológicas para sua gestão administrativa e atletas", reconhece o executivo.

O Palmeiras implementou a solução Business One, ERP voltado a empresas de pequeno e médio porte, em 2013, servindo como base para o novo projeto do clube, que envolveu também a construção da nova arena do clube, a Allianz Arena. O software utilizado pelo campeão brasileiro é focado mais na gestão financeira e de sócios do clube, sem a parte da performance dos atletas.

No caso do Grêmio, a iniciativa foi ainda mais ambiciosa. Iniciado em 2014, o projeto do clube gaúcho envolveu a implementação do ERP da empresa para a gestão administrativa, mas também tem a implementação de softwares para performance dos atletas, usando inicialmente o Match Insights, mesmo software usado pela seleção da alemanhã na Copa do Mundo do Brasil. A solução, com o apoio de sensores e câmeras, mede e analisa os desempenhos dos atletas, com gráficos e estatísticas em tempo real para a comissão técnica.

"O Grêmio começou apenas com alguns módulos desta solução, mas está em negociações para fazer um upgrade para a suíte Sports One muito em breve. O Palmeiras também", afirmou Kazuo.

Ricardo Kazuo, executivo de marketing da SAP e líder da divisão de esportes da companhia no país (Foto: divulgação/SAP)

O Sports One, lançado no ano passado, marcou a entrada oficial da SAP no mercado de soluções de gestão para o esporte. O software reúne módulos de gestão administrativa e de atletas de forma integrada e é o carro-chefe da vertical de esportes e entretenimento da companhia, criada no ano passado.

"Nosso trabalho com o esporte vem desde os anos 90, com alguns projetos experimentais ao lado de equipes de Fórmula 1 e alguns clubes europeus, mas nos últimos anos a empresa percebeu que este pode ser um grande mercado", afirmou Kazuo.

No exterior, a SAP já tem diversas implementações de seus produtos para o setor esportivo, firmando contratos com clubes de futebol como Manchester City e Bayern Munich, mas também com ligas esportivas. Nos Estados Unidos, por exemplo, a companhia firmou contratos com a NBA e NHL, fornecendo soluções de analytics e estatísticas no site das ligas, onde os fãs podem acessar e acompanhar.

"Em mercados como o norte-americano, a parte de estatísticas e dados dos atletas é muito importantes, não apenas para os clubes, mas também para os fãs. Aqui no Brasil, esportes como o futebol ainda não atingiram esta maturidade, mas os clubes já estão atentos a esta necessidade", afirmou o executivo da SAP.

Outro segmento esportivo que Kazuo acredita que tem potencial para a SAP no Brasil é na parte de gestão de arenas e quadro de sócios. No exterior, clubes como o San José Sharks, de hóquei, usam soluções da SAP para monitoramento de atividade e sentimento de torcedores e sócios dentro de suas arenas durante os jogos.

Segundo Kazuo, soluções podem usar esses dados analíticos e ligar a setores como o de marketing, criando ações automatizadas em tempo real, como descontos em produtos do clube ou alimentação durante os jogos.

"Depois da Copa do Mundo, estamos com um grande número de estádios e arenas com sua estrutura renovada. Os clubes, de futebol principalmente, agora podem levar esta experiência ao um novo nível utilizando soluções de inteligência para engajamento com seus torcedores", finaliza Kazuo.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.