Pressão por redução de custos impulsiona terceirização de serviços de TI

Por Redação | 09 de Agosto de 2013 às 09h00

Pressão por redução de custos e valor agregado do ganho de flexibilidade são dois fatores que têm impulsionado a terceirização dos serviços de TI. Com as preocupações com a infraestrutura transferidas para um fornecedor desse tipo de serviço, as companhias ficam mais livres para concentrar esforços em seu core business.

Quem ainda reina no mercado de terceirização são os serviços de gestão de banco de dados e data centers – isso porque as empresas precisam demandar muito esforço operacional e financeiro para manter seu próprio controle de banco de dados. O outsourcing desse tipo de serviço oferece à empresa eficientes ferramentas de armazenamento e recuperação de informações – algo fundamental em tempos de Big Data. Além disso, a terceirização permite à empresa:

  • Alterar configurações;
  • Realizar as atualizações necessárias ou recomendadas;
  • Agendar backups;
  • Promover a recuperação de desastres de modo que nenhum dado crítico seja perdido;
  • Monitorar o uso do sistema e o tempo de resposta;
  • Monitoramento full time, que antecipa, detecta e corrige problemas;
  • Garantir desempenho máximo do seu data center.

"Com todas as vantagens administrativas provenientes da terceirização do serviço, ainda vale ressaltar outras características importantes, como redução do orçamento de TI, aumento de produtividade da equipe interna, maior segurança ao contar com monitoramento em tempo real e integral, além de se livrar do desgaste gerado por substituições, férias e falta de funcionários", comenta Adriano Filadoro, diretor de tecnologia do Online Data Center.

É imprescindível que as empresas contem com um serviço de gerenciamento sob medida para as reais necessidades de seus projetos, mas nem sempre elas possuem boas ferramentas para isso. O executivo diz que a maioria das instituições que geram muita informação, como hospitais, escolas, bancos, empresas de telecomunicações e empresas públicas, por exemplo, sofrem com a falta de infraestrutura e ferramentas próprias necessárias para uma boa gestão de dados. Filadoto alerta ainda que "o banco de dados costuma ser apontado como o suspeito número um quando surgem problemas na área de TI".

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.