Para manter HANA competitivo, SAP anuncia corte nos requisitos da plataforma

Por Redação | 13 de Agosto de 2014 às 18h05

A SAP anunciou nesta terça-feira (12) que afrouxará os requisitos de hardware para rodar a plataforma de base de dados de desenvolvimento e testes HANA. Com a medida, a empresa alemã espera tornar a operação dos clientes mais fácil e barata, além de atrair novos clientes e vender mais o HANA.

De acordo com a companhia, gerações mais antigas dos chips Intel E7, como o Wetmere EX, que custam muito menos que as soluções mais modernas poderão rodar o HANA em ambientes de testes, mas não de produção. Apesar da restrição, a especialista em softwares ERP declarou que está confiante na ampliação da adoção da plataforma principalmente porque os usuários poderão "recorrer a máquinas antigas" que já estavam para ser descartadas.

A exigência de 256 GB de memória RAM por CPU também foi derrubada para aqueles que quiserem executar testes de carga usando o HANA em ambientes de testes. Além dessa exigência, a SAP disse ter aberto mão de outros pré-requisitos de armazenamento e de rede exigidos para que a plataforma funcionasse em sistemas ainda fora de produção.

Esta não é a primeira vez que a SAP adota medidas para reduzir o custo de operação do HANA. Há algum tempo a alemã vem reorganizando a estratégia adotada para o HANA e desde então já portou aplicações empacotadas para a plataforma, criou PaaS (plataform as a service) e lançou um serviço de hospedagem baseado nela.

Na vanguarda de soluções do tipo, o anúncio desta terça indica que a concorrência já está batendo à porta e oferecendo serviços semelhantes que podem prejudicar os negócios da SAP. "Estamos sob pressão para garantir que o HANA possa ser o mais financeiramente competitivo possível", declarou John Appleby, gerente global do SAP HANA. "Estou certo que esta é a primeira de uma série de medidas que adotaremos para reduzir os custos de operação do HANA em 2014", disse o executivo.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.