Como evoluir a gestão das pequenas empresas?

Por Colaborador externo | 28.01.2015 às 20:48
photo_camera Divulgação

por Fábio Tulio*

Você, empreendedor, quer deixar sua pequena empresa mais competitiva e rentável, mas não sabe como? Esta é uma das principais dificuldades que muitos enfrentam, e um dos segredos para que isso aconteça diante de um mercado tão competitivo como o atual, é, sem dúvida, investir na profissionalização da gestão do negócio, o que envolve o tripé: processos, pessoas e tecnologia.

É muito comum ouvir de empresários que “são pequenos demais para isso”, mas a verdade não é bem essa. A grande maioria dos pontos chaves a serem tratados num negócio é comum em todas as empresas, o que muda é a complexidade e a intensidade. Existem várias iniciativas que podem ser tomadas que representam um custo-benefício bastante viável e que com certeza vão trazer um enorme impacto para o crescimento sustentável do negócio, podendo fazer toda a diferença.

Listei abaixo alguns destes pontos para uma boa gestão da pequena empresa. Acompanhem:

  • Processos: você conhece os seus processos? Sabe a importância de tê-los mapeados para a melhor fluidez do seu negócio? Neste ponto, vale lembrar a importância do conhecimento dos conceitos de administração para evoluir a gestão, ou seja, saber como funcionam o ponto de equilíbrio e o fluxo de caixa, por exemplo, não pode ser deixado para trás;
  • Pessoas: a sua equipe está atuando de forma adequada e nas áreas corretas? Você conhece a performance de cada pessoa da sua equipe? Lembrem-se que a produtividade dos colaboradores terá um impacto bastante significativo no negócio, por isso, conhecer melhor suas características pessoais e profissionais é bastante relevante;
  • Tecnologia: você está usando a tecnologia a seu favor? Ou seja, está otimizando a operação da sua empresa por meio da tecnologia adequada? Este item merece uma atenção especial, pois consegue englobar os demais. Por isso vou tratá-lo à parte na sequência.

Os sistemas de gestão empresarial (ERPs) atualmente são os maiores aliados das pequenas empresas para evoluir o negócio. Eles atuam nos processos indo além da automatização, ajudando a integrar informações de diferentes áreas, organizar e extrair dados para a tomada de decisão e, com isso, contribui para os gestores traçarem estratégias mais assertivas. A tecnologia também ajuda a avaliar a performance dos profissionais na área de vendas por exemplo, trazendo gráficos individuais sobre o desempenho de cada um quando necessário.

Por último, minha dica se refere à adoção de metodologias capazes de apoiar o negócio para que ele se torne altamente sustentável, garantindo sua evolução. Poder realizar um diagnóstico para mensurar o nível de maturidade da gestão das empresas, antes de optar por um ERP, é uma das principais tendências atualmente. Com este mapeamento, o pequeno empreendedor poderá saber a realidade do seu negócio e elaborar planos para corrigir possíveis falhas na gestão.

As dicas são úteis, mas não suficientes. Para assegurar uma maior longevidade é preciso que os pequenos empresários mudem a percepção sobre seu negócio, se apropriem de conceitos e ferramentas de gestão que efetivamente tragam mais produtividade ao otimizar processos internos, promovendo inovação e a garantia de melhores resultados.

Vale frisar que o ideal é buscar parceiros que consigam apoiá-lo na evolução da sua empresa, mas a decisão e o êxito completos do negócio estão nas mãos do empresário.

*Fábio Túlio é diretor da Jiva Gestão Empresarial, especializada em soluções de gestão empresarial para pequenas empresas, e que atua no modelo de franquias.