A febre da tecnologia: PME precisa realmente de tanta automatização?

Por Colaborador externo | 27 de Junho de 2014 às 14h55

Que a tecnologia está tomando conta do planeta, isso é inegável. Segundo pesquisas recentes da Microsoft, empresas que se encaixam a esse novo mercado tecnológico, crescem mais rapidamente e são mais rentáveis, em especial as PMEs.

As pequenas e médias empresas do Brasil são responsáveis atualmente por 40% do produto interno bruto (PIB) e por 53% da taxa de emprego no País. Dito isso, elas precisam estar por dentro de novidades e saberem os recursos disponíveis para um melhor desempenho.

Para o diretor da empresa de gestão empresarial UNO Soluções Integradas, Marcio Lopes Sanson, um sistema ERP seria uma boa opção de investimento para as empresas que buscam ganho de mercado.

“A busca da maximização de tempo e automatização de processos, como controle de estoque, balanços, fluxo de caixa, controle de custos, entre outros, deixariam de ser problema para as empresa se elas vissem um sistema como aliado”, explicou.

Uma pesquisa recente realizada pelo The Boston Consulting Group (BCG) apontou que as PMEs são líderes na adoção de recentes tecnologias da informação. Entre as opções, à computação na nuvem é uma delas, e que pode ser aplicado a pequenas e médias empresas com um grande custo benefício.

“Com a tecnologia batendo a nossa porta, o mercado está mais competitivo, ou seja, a ao adquirir um ERP, por exemplo, sua empresa estaria na frente das concorrentes”, explicou Sanson, finalizando que com a operação da companhia mais perene, traz qualidade, mais rentabilidade e melhora o atendimento, “tudo fica mais rápido e fácil, contribuindo minuciosamente para o crescimento da empresa”.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.