10 dicas de SEO para começar a otimizar seu site

Por Caio Monteiro | 22 de Dezembro de 2015 às 16h02

Recentemente tive a oportunidade de palestrar para diversas blogueiras e blogueiros e falar um pouco sobre SEO para blogs. Neste bate-papo falei um pouco sobre o valor da pesquisa para o Google e sobretudo a importância do clique para todos os envolvidos no processo.

Se você ainda não sabe, antes da Google nascer, diversas empresas buscavam uma solução para “melhorar o acesso" às centenas de milhares de nichos de informação que já estavam presentes na internet.

O Yahoo ensaiou se consolidar como protagonista quando lançou um sistema de “categorização” dos conteúdos. Basicamente ele funcionava como um diretório que categorizava todos os sites da internet. Entretanto, pouco tempo depois, o Google nasceu e se consolidou como o principal buscador da internet.

Naquela época, a maneira mais correta de monetização ainda não estava clara para o Google, mas, logo veio o Google Adwords e se tornou a principal fonte de receita da empresa. Você deve estar se perguntando: mas por que toda essa história para falar de SEO?

Bom, na verdade o que procurei mostrar com essa história é que mesmo após todos esses anos e todas essas centenas de soluções e produtos criados pela Google, A PESQUISA ainda é a maior fonte de receita da empresa.

Sendo assim, é imprescindível termos a consciência do quanto a Google gostaria que os usuários encontrassem o que procuram logo nos primeiros resultados e, por isso, entender de SEO e ajudar o algoritmo do Google a indexar seu conteúdo da melhor maneira possível é tão importante.

Na oportunidade, também citei a importância de se conquistar autoridade e relevância perante ao Google e um resumo geral sobre conceito e aplicações de SEO.

Bom, mas essa parte mais “introdutória” já foi bastante abordada aqui nesta coluna, sendo assim, vamos direto ao assunto principal da palestra e que irei compartilhar agora com vocês.

10 dicas de “SEO” para começar a otimizar seu site hoje mesmo.

Bom, antes de mais nada, preciso dizer que boa parte das dicas abaixo estão voltadas para Blogs ou Sites que tenham sido implementados em plataforma WordPress.

1. Instale um Plug-in de SEO

De todos os plugins de SEO disponíveis, eu costumo sempre indicar o Yoast SEO, pois desconheço outro tão completo e intuitivo quanto ele.

Com este plug-in, é possível otimizar manualmente todas as meta-tags de cada página ou post, e também é possível checar em tempo real o quão otimizada está sua página e ainda pré-visualizar como ficará o resultado de sua página em uma SERP.

YOAST SEO

2. Botões Sociais

Hoje em dia é praticamente inaceitável não trazer os botões sociais de compartilhamento de seus conteúdos dentro de seu site.

As pessoas curtem, seguem e compartilham conteúdos que elas acham relevantes e isso ajuda seu site a ganhar tráfego e relevância na internet. Ou seja, instale um plug-in de botões sociais em seu site e em seu blog, faça com que as pessoas disseminem seus conteúdos/produtos.

3. Utilize o Webmastertools (Search Console)

Para quem trabalha com SEO, é praticamente impossível viver sem utilizar o antigo webmastertools, agora chamado “Search Console”.

É nele que conseguimos acompanhar a posição que nosso site se encontra para cada termo de pesquisa, quantas vezes nosso site apareceu em um resultado de pesquisa e quais os termos estão mostrando o nosso site, etc.

Com ele também é possível realizar diversos outros procedimentos, como por exemplo, mostrar para o Google onde está nosso sitemap, solicitar o envio de uma determinada página pra o índice do Google, etc. Sendo assim, não dá pra ficar sem utilizar o Search Console. Para acessar a ferramenta, é só entrar em www.google.com/webmasters e verificar a propriedade do seu site.

Lembre-se de monitorar o ranking das posições de seu site e ficar atento sobre eventuais “termos de pesquisa” que estão acionando a impressão do seu site e conferir se não vale a pena otimizá-lo para melhorar o posicionamento para estes termos.

SEO

4. Escreva sobre tendências / Escolha as melhores palavras-chave. Utilize o Google Trends.

O Google Trends pode ser utilizado para diversas situações. Você que produz conteúdo e/ou tenha um blog, poderá utilizá-lo para acompanhar o que é e o que não é tendência. Poderá encontrar pautas quentes, que estejam tendo um volume de buscas/tráfego imenso e assim, gerar um conteúdo promissor.

Outra maneira de utilizar o Google Trends é comparando comportamentos e períodos para analisar volume de buscas e variação de termos de pesquisa. No exemplo abaixo está um caso real.

Aqui na agência, temos um cliente que comercializa cestas de natal. Sendo assim, na hora de otimizar a página do cliente, bem como seus anúncios, utilizamos o Google trens para ver qual é o jeito que as pessoas escrevem “cestas de natal” para buscar. Será que elas buscam utilizando mais o termo “cestas natalinas” ou utilizando o termo “cestas de natal”?

Se meus acessos e minhas campanhas estão com uma performance pior que a do ano passado, será que isso também está se refletindo no volume das buscas?

Google Trends
Google Trends

Para usar o Google Trends basta acessar: www.google.com/trends

5. Use o Google Analytics (Confira termos de pesquisa das aquisições orgânicas).

O Google Analytics é a principal ferramenta para análise e coleta de informações quanto ao tráfego e comportamento de usuários em um site. Ferramenta indispensável em qualquer site. Com ele você consegue coletar praticamente todo tipo de informação sobre seu site:

  • Quantidade de acessos
  • De onde veio o usuário (Qual site? Qual tipo de mídia? Qual cidade?)
  • Qual plataforma ele estava utilizando? (Desktop ou mobile)
  • Tempo que ele permaneceu em cada página
  • Qual página está tendo mais “saída de usuários"

Estas são apenas alguma das milhares de informações disponíveis no Google Analytics.

Sendo assim, você precisa saber se seus ajustes no SEO do seu site funcionou, certo? O Google Analytics será a principal ferramenta para você acompanhar se seu tráfego aumentou ou não.

Para acessar o Google analytics basta entrar em www.google.com/analytics

6. Reotimize conteúdos antigos

Não é porque você já tem diversas páginas antigas indexadas que você não pode otimizá-las hoje. Às vezes, você pode ter um excelente texto em seu site/blog, bastante promissor, mas que não está completamente otimizado.

Use o Google Analytics o Search Console para conferir termos de pesquisa que geram cliques e/ou impressões para seu site. Você poderá descobrir que tem páginas/posts que estão atraindo pouco tráfego e que poderiam trazer bastante acesso ao seu site.

7. Tenha versão móvel

Em 21 de Abril de 2015, a Google anunciou uma mudança em seu algoritmo que resume-se na predileção por sites com versões móveis. Isto é, se o seu site não possui uma versão móvel, seu conteúdo deverá ficar atrás daqueles sites que estão otimizados para os dispositivos móveis.

Sendo assim, providenciar a responsividade ou uma versão mobile de seu website é extremamente importante para uma boa indexação.

8. Fique atento com o nome das imagens

Já se perguntou como o Google categoriza as imagens através do Google Imagens? Bom, ele lê não somente o nome do arquivo (.jpg, .png, etc) mas também 2 atributos chamados ALT e TITLE. E como se isso não bastasse, a otimização das imagens do seu site, também influenciam na indexação do mesmo.

Isto é, ele lê o conteúdo das imagens como conteúdo do seu site, gerando cada vez mais relevância para os termos presentes no site ou nas imagens. Sendo assim, OTIMIZE SUAS IMAGENS. Coloque o nome do arquivo pensando em como você acha que essa imagem será buscada? O que ela representa? Preencha a tag ALT e a TITLE de cada imagem. O Wordpress tem este recurso nativo, basta preencher conforme imagem abaixo.

Nome das imagens

9. Otimize os textos-âncoras

Mostre para o Google do que se trata a página que você está indicando, seja esta página interna ou externa.

Quando você coloca o link em um texto, você está mostrando para o Google que aquele determinado site do link é importante para aquele texto que você marcou. Sendo assim, não coloque o link em textos como “clique aqui” ou “Confira”. Coloque o link em um texto que explique o assunto da próxima página conforme a imagem abaixo.

Texto-âncora

10. Otimize as URLs

As URLs também mostram ao Google sobre o que se trata o conteúdo daquela página. Otimizar o endereço delas ajuda o buscador a entender e atrelar a relevância daquele “termo” presente na URL à aquela página específica. Sendo assim, tente colocar o termo que considera relevante na URL de sua página.

Exemplo: Em uma página de Seguro de Automóvel, deixe este termo presente na URL, conforme imagem abaixo.

Otimizar URL

Bom, acredito que essas 10 dias apresentadas acima poderão ajudar bastante na otimização de sua página ou blog. Espero realmente que este texto tenha colaborado para que possam melhorar os seus resultados e compreender melhor como utilizar estas ferramentas.

Agora é começar a praticar e mensurar os resultados!

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.