Youtubers são multados por administrar site de apostas ilegais de FIFA 17

Por Redação | 08.02.2017 às 13:29
photo_camera http://olhardigital.uol.com.br/noticia/tiago-leifert-da-fim-

O youtuber Craig Douglas, mais conhecido como Nepenthez, e seu parceiro de negócios Dylan Rigby foram condenados a pagar o equivalente a cerca de R$ 355.000 e R$ 640.000, respectivamente, por serem responsáveis por um site de apostas ilegais do FIFA 17.

Ambos se declaram culpados das acusações de administrar e divulgar o site chamado FutGalaxy, que permitia aos usuários comprar moedas virtuais chamadas FUT para usar na franquia de games FIFA, mais especificamente no modo Ultimate Team.

Apesar das moedas serem usadas nos jogos, elas também poderiam ser vendidas no mercado negro em troca de dinheiro real, uma vez que, para consegui-las, é preciso algum esforço. É possível ganhar moedas ao disputar qualquer tipo de partida no FIFA Ultimate Team, incluindo as Temporadas Online e Offline, Torneios e Torneios Especiais, além de angariar o dinheiro virtual ao vender jogadores, treinadores ou outros itens no Mercado de Transferências.

O tribunal que julgou o caso argumentou que sites de apostas podem ter implicações sérias no crescimento das crianças que costumam jogar títulos como FIFA e seguir youtubers como os indiciados para entender melhor o jogo, aprender alguns truques ou melhorar sua habilidade.

Para se ter uma noção do alcance das informações fornecidas pelos acusados, Nepenthez tem quase 1,5 milhão de assinantes em seu canal do YouTube e cada um dos seus vídeos consegue alcançar cerca de 100.000 views.

Apesar da repercussão do caso, FIFA 17 não é o único jogo acusado de ser utilizado por usuários do YouTube para atrair jogadores mais jovens para mercados de jogo não regulamentados. A Vale também enfrenta muitos problemas com atividades semelhantes com o popular Counter-Strike, incluindo alguns youtubers que estão sendo acusados de usar seu canal para promover o jogo para menores de idade.

Via Arstechnica