Tolerância zero para cheats em 'Overwatch'

Por Redação | 13 de Maio de 2016 às 19h05
photo_camera Divulgação

Com o fim do beta aberto que chegou a atrair quase 10 milhões de jogadores a Blizzard já começa a se preparar para o lançamento da versão final de Overwatch, marcado para o dia 24 de maio. Quanto ao combate contra os usuários de cheats e hacks, a Blizzard anunciou que vai usar uma regra simples: se forem descobertos serão banidos permanentemente.

"Se um jogador for descoberto usando cheats, hacks, bots ou outras ferramentas de terceiros para levar qualquer tipo de vantagem serão permanentemente banidos do jogo." Declarou a Community Manager da Blizzard, Stephanie Johnson. "Os macetes não só acabam com o espírito de fair play como também estragam a diversão dos outros jogadores."

A Blizzard já é conhecida por combater esse tipo de conduta desde Diablo III. Em 2012, a desenvolvedora baniu vários jogadores poucos meses após o lançamento oficial do jogo. Outro título que também é monitorado de perto pela empresa é World Of Warcraft, e milhares de contas já foram suspensas por cheating ou uso de bot.

"Enquanto ainda não sabemos se vamos divulgar ao público quando as contas forem banidas por cheating ou uso de ferramentas proibidas, vamos continuar a monitorar Overwatch contra qualquer tipo de comportamento exploratório, além, é claro, de tomar ações necessárias para preservar a integridade do game", concluiu Johnson.

Essa política de suspensão radical da Blizzard também pode gerar problemas. Alguns jogadores podem ser punidos quando na verdade nem utilizaram nenhum tipo de trapaça, situação conhecida como "falso positivo". De qualquer maneira, a empresa ainda disponibiliza um canal de comunicação direta que permite que o jogador apele contra a punição e consiga, eventualmente, ter sua conta reativada.

Para tranquilizar os jogadores a Blizzard também fez questão de reforçar que verifica manualmente todas as denúncias de cheats com base em evidências em vídeo, gameplay, ou qualquer outro tipo de gravação da comunidade que possa ajudar na investigação. A empresa aconselha os jogadores de Overwatch a entraram em contato por meio do email hacks@blizzard.com para denunciar qualquer suspeita de jogadores trapaceiros.

Para finalizar, Jonhson ainda lembrou que nem sempre o que parece ser uso de cheat é: "Alguns jogadores são muito experientes, seus movimentos e tempo de reação podem ocasionalmente parecer que não são naturais para outros jogadores que ainda não tenham tanta experiência assim."

Via: Ars Technica

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.