Steam bane mais de 40 mil contas de jogadores trapaceiros

Por Redação | 11 de Julho de 2017 às 09h43

Na última semana, o Steam realizou sua maior onda de banimentos já registrada, suspendendo nada menos do que 40.411 jogadores que utilizavam a plataforma de maneira irregular. Os trapaceiros foram retirados do sistema logo depois do fim da promoção de verão do serviço, como forma de evitar que eles abusassem dos preços mais baixos em jogos e conteúdo que estavam disponíveis.

Normalmente, o Steam bane de três a quatro mil contas por dia. Em 6 de julho, entretanto, o sistema automatizado da plataforma já havia expulsado mais de 30 mil pessoas até o meio dia, chegando ao número recorde nas 12 horas seguintes. É um recorde para o serviço, cuja maior marca de banimentos havia ocorrido em outubro de 2016, com apenas 15,2 mil jogadores sendo suspensos de uma só vez.

Em sua maioria, os números da última semana são compostos por jogadores que controlam contas múltiplas. Devido aos baixos preços de inúmeros títulos de renome da plataforma, muitos aproveitadores fazem diversas aquisições em diferentes contas com o intuito de, mais tarde, vendê-las com lucro para jogadores que perderam a promoção de verão. A venda de logins é proibida pelos termos de uso da plataforma.

Além disso, outros 4,9 mil jogadores de Counter-Strike: Global Offensive, especificamente, também perderam suas capacidades de acesso. Aqui, os banimentos têm a ver com a ativação de um sistema de denúncias no título, pelo qual os próprios usuários podem denunciar trapaceiros, hackers, gente que abandona partidas no meio quando vê que vai perder e todo tipo de gente que tome atitudes de forma a desvirtuar as rodadas.

Ainda de acordo com os dados do banco de dados do Steam, mais de US$ 8 mil em itens de Counter-Strike se tornaram inúteis como parte do banimento. Como a suspensão impede completamente o acesso do usuário aos servidores do sistema, todos os artigos, jogos, DLCs e outros conteúdos também se tornam inativos.

A Valve não se pronunciou sobre o assunto, deixando de explicar se a gigantesca onda de banimentos tem a ver com novas políticas de segurança, um aumento nos critérios de seu sistema automatizado ou, simplesmente, um pico de trapaceiros. É provável que seja o último caso, uma vez que, nos dias seguintes, o ritmo de banimentos voltou ao normal, com poucos milhares de usuários suspensos a cada dia.

Fonte: Kotaku

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!