Star Wars: Battlefront e Need for Speed vão custar R$ 300 no Brasil

Por Durval Ramos | 05.10.2015 às 12:13

Outubro já começou um pouco mais salgado para os fãs de videogame. Depois da Microsoft ter confirmado que o Xbox One vai ficar mais caro a partir do mês que vem, agora é a Electronic Arts quem traz as más notícias. Star Wars: Battlefront e Need for Speed, dois dos próximos lançamentos da empresa, chegarão às lojas de todo o Brasil custando R$ 300.

A notícia pegou todo mundo de surpresa, principalmente por ser um valor bem acima dos R$ 250 que todo mundo já achava alto. Tanto que a própria EA aumentou os preços sem fazer muito alarde quanto a isso e alguns jogadores só descobriram a novidade quando se depararam com a pré-venda de algumas lojas já com o novo valor. Porém, procurada pelo Canaltech, a empresa confirmou o aumento.

Porém, isso não quer dizer que você precisa desembolsar três notas de cem pelos jogos. Boa parte das redes varejistas, como Submarino e Walmart, ainda apresentam os dois jogos por R$ 250. No entanto, não é possível dizer até quando eles vão manter o valor antigo.

Star Wars Battlefront R$ 300

Além disso, o formato digital segue inalterado. Tanto na PSN quanto na Xbox Live, Star Wars: Battlefront e Need for Speed continuam pelos mesmos R$ 230 que haviam sido listados anteriormente. Já no Origin, a loja digital da EA, os games estão por R$ 129,90.

Um novo padrão?

A novidade caiu como uma bomba entre os jogadores, principalmente pelo fato de que esses R$ 300 podem se tornar o novo padrão de preços do mercado daqui para frente. Com o dólar em crescente alta, era de se esperar um aumento nos preços dos jogos e os próprios R$ 250 que vinham sendo cobrados até então já era algo visto como uma resposta a isso. No entanto, ao que parece, as coisas podem ir um pouco além e ficarem ainda mais salgadas.

Isso quer dizer que veremos lançamentos a apenas R$ 300 daqui para frente? Difícil dizer, mas é melhor já ir se preparando para ver esse valor se tornar cada vez mais frequente — pelo menos nos títulos da EA. Se R$ 250 já era ruim, Star Wars e Need for Speed vêm aí para mostrar que não há nada que esteja ruim que não possa piorar.