SEGA diz ter aprendido com seus erros e quer reconquistar confiança dos fãs

Por Redação | 09 de Julho de 2015 às 08h19
photo_camera Reprodução/Apple Insider

Não é de hoje que a SEGA vem pisando na bola com seus fãs. Os últimos jogos do Sonic ficaram bem abaixo do esperado e até mesmo suas outras franquias vêm se destacando muito pouco perto daquilo que a empresa já foi há pouco mais de uma década. No entanto, isso não significa que é hora de choramingar pelo passado que se foi, mas de aprender com os erros e seguir em frente — e é exatamente isso que a empresa quer.

Em entrevista à revista japonesa Famitsu, o presidente da companhia comentou um pouco sobre os planos para o futuro e o caminho para se restabelecer no mercado. Segundo Naoki Satomi, a SEGA aprendeu muito com a Atlus desde que a comprou em 2013 e que serão essas lições que vão pavimentar o plano da marca daqui para frente.

E um desses pontos está exatamente no foco na qualidade ao invés de se concentrar em atingir um ou outro mercado. Usando exemplos de jogos como os da série Persona e Shin Megami Tensei, que seguem um estilo bem tradicional japonês e que, ainda assim, são sucesso no mundo todo, Satomi explica que a prioridade é fazer algo bom e que o sucesso em diferentes regiões vem como consequência disso.

Assim, a ideia é deixar de tentar entender o público ocidental e fazer um jogo que seja realmente interessante para os fãs, independentemente de onde eles estejam. E, levando em consideração toda a expectativa em torno de Persona 5, podemos dizer que esse é o melhor caminho para que a SEGA volte a se restabelecer no mercado.

O presidente ainda conta que já conversou com alguns de seus funcionários sobre a importância de se oferecer o melhor de seus produtos e que esse vai ser um ponto fundamental daqui em diante. Segundo ele, se for para entregar algo sem o mínimo de qualidade, é melhor não entregar nada.

Satomi afirma que, ao longo dos últimos anos, a SEGA tentou estreitar as relações com os velhos fãs, mas que nada disso funcionou. Tanto que, para ele, olhar para trás é ver o quanto a empresa traiu a confiança de quem sempre a apoiou.

Por fim, o executivo diz que essa nova mudança de diretriz pode não ser sentida de imediato, já que isso é algo que leva tempo, mas que podemos esperar por novidades durante a Tokyo Game Show, em setembro. E, acima de tudo, eles querem aproveitar a proximidade que a feira oferece para reconquistar os fãs e mostrar que, além da velha reputação, a SEGA continua sendo uma grande marca.

Via: Siliconera

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.