Poucas horas após seu lançamento, Pokémon GO já é invadido por trapaceiros

Por Redação | 04 de Agosto de 2016 às 10h11

Pokémon GO chegou ao país há menos de 24 horas, mas o velho jeitinho brasileiro não descansou e já encontrou formas de burlar e trapacear dentro do game. Tanto que os servidores não estavam abertos há nem mesmo alguns minutos e os jogadores já começaram a reparar que todos os ginásios espalhados pelas principais cidades já estavam tomados por treinadores de nível muito avançado e com Pokémon poderosíssimos — alguns até mesmo bastante raros. E não precisa ser nenhum grande detetive para perceber a gambiarra existente nisso tudo.

Trata-se do mesmo truque usado por alguns jogadores em outros países. A partir de uma modificação no sinal de GPS, esses usuários conseguem driblar o sistema de localização do jogo e seguir em jornada mesmo na frente do computador. Assim, quando o aplicativo ainda estava indisponível no Brasil, eles seguiram capturando e treinando seus monstrinhos em outros territórios onde o título já havia sido liberado. E, quando os servidores brasileiros foram finalmente disponibilizados, eles simplesmente trouxeram seus personagens para cá e passaram a dominar todos os ginásios que encontraram pela frente.

Pode parecer pouca coisa — afinal, quem não quis jogar tão logo o app foi lançado lá fora? —, mas o estrago causado é enorme. Primeiramente, ao driblar o sinal de GPS, esses usuários conseguem ir a qualquer lugar sem sair de casa e, com isso, acumulam muito mais pontos e itens que vão ajudar na evolução de seus monstros. Assim, fica muito mais fácil encontrar um Pokémon mais forte e treiná-lo até se transformar em algo imbatível. Em um momento em que a grande maioria dos treinadores ainda está coletando Pidgey e Ratatta por aí, a diferença de nível é colossal.

Além disso, o truque acaba com toda a graça do game. Enquanto a grande maioria dos jogadores seguiu esperando para começar sua jornada simultaneamente, esse pessoal se aproveitou de um hack para sair na frente de todo mundo e agora domina todos os ginásios das grandes cidades. Desse modo, os novos treinadores não conseguem disputar a liderança em um ginásio e parte da diversão por trás de Pokémon GO acaba morrendo. Parabéns a todos os envolvidos.

Até o momento, a Niantic não comentou nada sobre maneiras de impedir o uso dessas gambiarras e nem comentou possíveis punições para os jogadores. E dificilmente vai fazer, já que é muito difícil diferenciar um treinador legítimo de um trapaceiro. Assim, mais uma vez, os malandros conseguem estragar algo que deveria ser legal. E depois perguntam por que nada é lançado por aqui.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.