Pokémon GO ajuda jovem autista que não conseguia sair de casa

Por Redação | 07 de Agosto de 2016 às 11h53

Desde seu lançamento, o Pokémon GO rendeu diversas histórias curiosas e também muitas outras preocupantes. Mas, também há diversos bons relatos de como o game tem melhorado a vida das pessoas. Um grande exemplo disso é como o jogo para celular tem ajudado pacientes com autismo, distúrbio que afeta a interação social, comunicação e comportamento.

A mistura de realidade com ambiente virtual tem proporcionado aos pacientes autistas a possibilidade de quebrar barreiras sociais e interagir, mesmo que de maneira limitada, com outras pessoas. Este é o caso de Adam, um adolescente britânico de 17 anos de idade que passou os últimos cinco anos de sua vida em casa, jogando Minecraft.

Adam tinha um enorme problema para ficar na rua. Ele começava a se sentir mal, tremer e a ter dores no estômago. Isso acontecia apenas pelo fato de estar entre pessoas e com barulho. De acordo com a mãe do jovem, Jan Barkworth, o Pokémon GO estimulou o adolescente a sair de casa.

Agora, Adam passa horas em busca dos monstrinhos e interage com outras pessoas, além de reforçar os laços com a família.

Via BBC

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!