Personagem transgênero causa polêmica entre jogadores de 'Baldur's Gate'

Por Redação | 05.04.2016 às 15:10

A inclusão das minorias na sociedade tem sido assunto constante em diversos setores, e o de games não é diferente. A representatividade das diferenças tem se mostrado tema constante e necessário, inclusive como forma de retratar a verdadeira realidade social.

Diante desses fatos, a nova expansão de Baldur's Gate, Siege of Dragonspeare, lançada na semana passada, está causando polêmica entre os jogadores. As discussões são sobre Mizhena, personagem transgênero.

No início do jogo a personagem conta sua história. Em sua fala Mizhena relata que quando nasceu seus pais acreditavam que ela fosse um menino, e portanto sua educação foi baseada a partir do gênero masculino. Com o passar do tempo, porém, foi compreendido por todos que ela era realmente uma mulher. A personagem conta que então criou o seu nome a partir de sílabas de diferentes línguas, refletindo exatamente quem ela é.

A inserção da personagem tem causado reações de ódio, o que está sendo refletido nas avaliações do jogo. Mais de 140 pessoas postaram comentários negativos no Metacritic. A maioria avaliou a expansão com zero ponto. Essa onda de posicionamento contrário à inclusão da diversidade acabou por deixar a média de avaliação em 3,6 pontos de 10. Outra questão que levantou polêmica nos fóruns foi uma piada feita pelo personagem Minsc sobre o grupo Gamergate.

comentarios baldur's gate

Alguns jogadores têm feito relatos sobre alguns bugs no jogo, mas aparentemente a identidade de gênero de Mizhena está incomodando mais que o funcionamento do game. Um vídeo no YouTube mostra, inclusive, Mizhena sendo morta no jogo após revelar ser transgênero. Intitulado "Tranny Abuse", o vídeo já conta com mais de 18 mil visualizações e 465 curtidas.

Via: VentureBeat