Para EA, geração intermediária de consoles é ótima para a indústria

Para EA, geração intermediária de consoles é ótima para a indústria

Por Redação | 03 de Agosto de 2016 às 11h39

Por parte do público, os novos consoles da Sony e da Microsoft estão sendo recebidos com um misto de entusiasmo e rejeição. Afinal, ninguém quer pensar em comprar um novo videogame tão cedo, ainda mais no preço que eles estão atualmente. Porém, pelo menos para as empresas, a chegada do PS4 Neo e do Xbox Scorpio está sendo vista com muito bons olhos. E a Electronic Arts foi uma das primeiras companhias a dizer que está de braços abertos para receber essa geração intermediária.

Segundo a EA, o lançamento desses novos consoles é uma ótima oportunidade para garantir a venda de produtos para um número maior de consumidores, além de uma resposta às previsões pessimistas de que os videogames vão desaparecer no futuro. De acordo com o chefe do departamento financeiro da companhia, Blake Jorgensen, a empresa segue empolgada com o crescimento no mercado de consoles e os anúncios da Sony e Microsoft apontam para um cenário ainda mais positivo. Segundo ele, a chegada dessa geração intermediária traz a evolução técnica que o mercado exige, mas sem criar os problemas de compatibilidade que costumeiramente acontecem quando uma nova plataforma é lançada.

Para Jorgensen, essa nova forma de pensar é uma grande adição à indústria e vai ajudar as produtoras de maneira significativa com o tempo. Afinal, elas não precisarão mais desenvolver um jogo para a atual e nova geração, permitindo um avanço na sua tecnologia sem gastos extras no processo. É por conta dessa evolução contínua e sem essa “quebra” do ciclo de vida, por exemplo, que os PCs acabam tendo uma larga vantagem em relação aos consoles.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Scorpio

Para a EA, geração intermediária aproximaria os consoles da lógica usada nos PCs

E essa relação com os computadores é algo que o CEO da EA, Andrew Wilson, também destaca. De acordo com ele, a comunidade do PC seguiu crescendo em um mundo em que hardware e software se desenvolvem separadamente. Exatamente por conta disso, diz o executivo, a plataforma conseguiu se transformar em um mercado muito mais eficiente para os negócios, uma vez que ainda estamos falando de um mesmo sistema, ainda que com configurações diferentes. Para vendas, o potencial existente aí é muito maior do que pensar em um PlayStation 3 e PlayStation 4, por exemplo. Desse modo, a chegada do Neo e do Scorpio vem para solucionar esse entrave.

Wilson destaca ainda que a Electronic Arts está em uma posição bastante favorável dentro desse novo cenário, uma vez que ela já trabalha com a arquitetura de PC há algum tempo e está acostumada com essa lógica de plataformas e consoles. Para ele, essa evolução que as fabricantes estão propondo não é estranha para a companhia e a EA tem a experiência necessária para manter seus jogadores durante essa mudança.

Fonte: Videogamer

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.