NX, próximo console da Nintendo, pode rodar sistema operacional Android

Por Redação | 01 de Junho de 2015 às 08h22

Consoles de videogame que rodam Android não são novidade. Basta olhar exemplos como o OUYA e mais recentemente o Razer Forge TV. E, no que depender de um novo rumor, esses aparelhos podem ganhar um concorrente de peso nos próximos anos. Segundo o Nikkei, um dos maiores jornais do Japão, ninguém menos que a Nintendo estaria cogitando embarcar o sistema operacional do Google em seu próximo aparelho, conhecido atualmente pelo codinome "NX".

De acordo com a publicação, a Big N poderia escolher o sistema do rôbo verde pelo simples fato de ser mais fácil programar e desenvolver jogos do que se fosse usar uma outra plataforma - incluindo a da própria Nintendo. O veículo destaca o fato de que terceiros enfrentam dificuldades para se acostumar com o desenvolvimento de títulos de um hardware para o outro, especialmente nos consoles da fabricante japonesa.

Além disso, os profissionais da área estariam insatisfeitos com a arquitetura dos aparelhos da empresa, entre eles o Wii U, que não apresentaria uma construção favorável à criação de jogos e, por isso, elevaria os custos de novas produções. Segundo eles, é difícil levar jogos multiplataforma para o console se comparado com outros dispositivos, como PC, PlayStation 4 e Xbox One.

Parte dessa afirmação faz sentido se formos levar em conta que as produtoras de games third party praticamente abandonaram o desenvolvimento de jogos para o Wii U. O caso mais recente foi o da Ubisoft, que já declarou em público que não tem planos de lançar nenhum título de peso para o videogame mais recente da Nintendo. E olha que, na época em que chegou ao mercado, antes dos aparelhos da Sony e Microsoft, a desenvolvedora era a que mais oferecia jogos para os nintendistas.

Outro motivo pelo qual a Nintendo teria optado por um sistema operacional baseado em Android em seu próximo console é a facilidade com que os títulos poderiam migrar de uma plataforma para outra - no caso, do dispositivo de mesa para um tablet ou smartphone, por exemplo. Além de dar mais flexibilidade aos desenvolvedores, isso permitira que um mesmo conteúdo pudesse chegar a diferentes consumidores, seja no console ou no mobile.

Vale lembrar que há algumas semanas a companhia anunciou que entrará no mercado de aparelhos móveis com o lançamento de títulos de suas principais franquias para essa categoria. Os jogos para tablets e celulares serão produzidos em parceria com a DeNA, empresa japonesa com experiência em games free-to-play com sistema de compras in-app. O primeiro game destinado a esse segmento está programado para o final de 2015 e outros cinco até março de 2017.

Já sobre o NX, pouco se sabe a respeito. Não foi divulgado se será um sucessor oficial do Wii U, como um console de mesa, um novo portátil ou se um dispositivo completamente novo. Segundo Satoru Iwata, presidente da empresa, o NX não será uma simples substituição para o 3DS ou o Wii U. O executivo ainda disse que o gadget trará um "novo conceito", mas não especificou do que se trata.

Novas informações só serão reveladas no ano que vem, já que a Nintendo confirmou que não fará nenhum anúncio relacionado ao novo produto na E3 2015, a maior feira de games do mundo que acontece agora em junho. Jogos de celular também só serão mostrados em algum momento de 2016.

Fontes: Nikkei, GameSpot

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.