Número de jogadores de No Man’s Sky é cada vez menor

Por Redação | 24.08.2016 às 16:43

É uma lógica que se encaixa muito bem no cinema, mas nos jogos, pode ser uma demonstração de fracasso. Duas semanas depois do lançamento, o total de jogadores de No Man’s Sky sofre quedas sucessivas a cada semana, em nada lembrando o hype que o circundou antes e durante os primeiros dias em que ficou disponível para todos.

Os dados são do site SteamDB, que apesar de não ser um banco de dados oficial do Steam, coleta suas informações diretamente do serviço. Eles mostram que no dia 12 de agosto, quando No Man’s Sky chegou às lojas, eram 212 mil jogadores ativo. Agora, 12 dias depois, são apenas 15 mil, uma queda bastante brusca.

Nem mesmo picos recentes de usuários foram capazes de se aproximarem do furor inicial. Os números de dias úteis podem enganar, mas entre a noite de sexta-feira (19) e a madrugada de segunda (22) 50 mil pessoas logaram no título. Ou seja, cerca de 25% dos compradores iniciais do game no PC se interessaram em um retorno a ele em seu segundo final de semana disponível.

Esse tipo de comportamento pode parecer normal, afinal de contas, o hype inicial já passou e o lançamento já não chama mais a atenção. Seria uma noção que se aplicaria no cinema, quando a bilheteria de lançamento define boa parte do faturamento. No mundo dos games, entretanto, esse total passa a ideia de que os jogadores não aderiram à proposta ou não gostaram do título, e mesmo o tendo comprado, já seguiram adiante e não estão mais interessados nele.

Quando se fala de um game com milhões e milhões de mundos e possibilidades para serem explorados, como é No Man’s Sky, então, a coisa se torna ainda mais feia. O foco em uma descoberta que pode nunca terminar, bem como com uma evolução de personagens e equipamentos sem fim, costuma deixar os jogadores ligados por muito mais tempo, algo que, aparentemente, não aconteceu com o título da Hello Games.

São justamente essas, inclusive, as críticas relacionadas a No Man’s Sky, com a desenvolvedora sofrendo com reclamações de que não teria cumprido as promessas feitas antes do lançamento. A ausência de um modo multiplayer, por exemplo, é a mais comentada, com a ideia de explorar um mundo gigantesco sozinho sendo citada como um grande ponto negativo por jogadores e pela imprensa especializada.

Por outro lado, faltam também os dados relacionados ao PlayStation 4, que são bem mais difíceis de serem obtidos. As vendas colocaram No Man’s Sky como o segundo maior sucesso da história do console, atrás apenas de Uncharted 4: A Thief’s End, mas não dá para saber ao certo quantas pessoas continuam conectadas ao universo do título de ficção científica.

Fonte: Tech Times