Novo game de "Planeta dos Macacos" busca o espírito dos filmes

Por Redação | 17 de Agosto de 2017 às 17h22
photo_camera Reprodução

A história entre os filmes Planeta dos Macacos: O Confronto e Planeta dos Macacos: A Guerra será contada num game com previsão de lançamento para o terceiro trimestre de 2017.

Planet of the Apes: Last Frontier (a última fronteira) está sendo produzido pelo estúdio Imaginati e será um jogo de ação interativa. O game estará disponível para PlayStation 4, Xbox One e PC.

O estúdio é uma divisão da The Imaginarium, a empresa de Andy Serkis responsável pela capura de movimentos vistos nos filmes da franquia.

Serkis é o ator que deu vida a Caesar, o protaganista da nova série do Planeta dos Macacos. Também foi Gollum, da trilogia O Senhor dos Anéis.

A trama do game se passa um ano depois dos acontecimentos vistos em O Confronto. Uma facção dos macacos se refugia nas montanhas para evitar a guerra com os humanos. 

O problema surge quando o inverno rigoroso e a falta de alimentos forçam esse grupo separatista a descer o vale habitado por homens. Os jogadores podem assumir o controle de humanos e macacos e determinar o rumo das ações.

A ideia do game é se manter fiel à estrutura do filme, ou seja, não há vilões e heróis claros. Com isso, os jogadores constróem diferentes finais para suas histórias.

A grande sacada do game vai além dessa aproximidade narrativa. O jogo tem duração prevista de duas a três horas, semelhante às dos filmes, e todo o desenvolvimento é baseado em opções. Não há exploração ou enigma para quem está jogando.

Dessa forma, Last Frontier deixa os jogadores terem controle direto sobre os personagens, mas a opção é pelo lado intelectual, a fim de criar múltiplas situações para o desenvolvimento do jogo.

Para se ter uma ideia, os jogadores devem tomar uma decisão a cada 15 ou 20 segundos, de acordo com o projeto do estúdio. Isso vai demandar concentração dos jogadores, pois o ritmo do game é muito intenso.

As escolhas dão ritmo ao jogo

Martin Altimes, fundador da Imaginarium, define desta forma o novo game: "Você não tem que ficar abrindo e fechando portas ou mexer em um inventário de itens. O jogo é sobre você fazer escolhas que afetam relacionamentos com outros personagens e, em longo prazo, como essas relações se desenvolvem e como a história se desenrola".

O game tem visualização muito semelhante aos filmes, com alta fidelidade de movimentos. Além disso, os desenvolvedores querem que os jogadores se concentrem em seus sentimentos sobre uma determinada situação. São essas reações que vão determinar o andamento do jogo.

Fonte: IGN

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.