No Dia Mundial do Gamer, veja dicas para evitar ataques de cibercriminosos

Por Redação | 28 de Agosto de 2017 às 16h19

Os números impressionam pela quantidade de zeros. Segundo a Newzoo, consultoria especializada em games, existem atualmente 2 bilhões de jogadores registrados em todo o mundo. A receita da indústria de videogames já superou os US$ 100 bilhões anuais.

São dois índices que já dão conta do tamanho da força desse segmento, que não é mais considerado atividade de criança ou adolescente, os nativos digitais, já que o ato de jogar é praticado por muitos adultos.

Segundo a produtora de games Big Fish, a idade média do gamer é de 35 anos, e quem compra os jogos tem 38 anos, em média. São dados que dão outra visão a esse universo. Os homens são 59% dos jogadores, enquanto as mulheres respondem por 41%.

Os computadores pessoais (56%) e os consoles (53%) seguem sendo os dispositivos mais consumidos. No entanto, os smartphones (36%) e tablets (31%) ganharam terreno rapidamente. 

Por conta do grande interesse pelos games, os jogadores se tornaram um dos alvos prediletos dos cibercriminosos. Afinal, onde há dinheiro circulando, há sempre alguém querendo levar vantagem ilegal.

Diante desse quadro, a probabilidade de o dispositivo do gamer ser infectado por um malware é muito maior do que o de outros usuários da Internet. O método é diferente: os criminosos tentam enganar os jogadores por meio de supostas atualizações ou funcionalidades que irão ajudá-los a avançar de nível ou personalizar seus personagens.

Maus hábitos ajudam criminosos

De acordo com o relatório de spam e phishing do primeiro trimestre de 2017 da Kaspersky Lab, a Steam foi a terceira loja on-line mais utilizada para realizar ataques de phishing, atrás da Amazon e Apple. Muitos dos ataques têm como propósito roubar as credencias dos jogadores ou seus ganhos dentro dos jogos, mas há tentativas de atacar contas bancárias também.

Maus hábitos, excesso de confiança e desconhecimento de funcionalidades são as causas de tantos gamers serem vítimas dos cibercriminosos. Por isso, para celebrar este Dia Mundial do Gamer (28) com segurança, veja estas dicas preparadas por especialistas par você jogar com segurança.

  1. Mantenha o antivírus sempre ligado. Muita gente acha que esse software reduz o desempenho da máquina, mas ele é fundamental para que você possa jogar com segurança. Há antivírus que tem uma funcionalidade para games, que melhoram a eficiência da máquina.
  2. Desconfie das ofertas. Não saia clicando nos links que oferecem jogos e personagens de graça. Nada de fazer download de arquivos de fontes não confiáveis
  3. Crie senhas poderosas. Senhas fáceis são o melhor caminho para alguém invadir seu computador. Utilize geradores de senhas para garantir boa proteção e troque a cada três meses. Se a plataforma tiver a opção de dupla autenticação, ative.
  4. Não dê sua senha a ninguém. Se você receber um e-mail da empresa que produz o seu game pedindo uma senha para ativar certa funcionalidade, apague imediatamente a mensagem. Nenhuma empresa vai pedir sua senha.
  5. Pense além do PC. Muita gente joga no computador, mas os games estão presentes em outros dispositivos, como smartphones e tablets. Portanto, mantenha a segurança em todos eles.