Nintendo Switch | Os 10 melhores jogos exclusivos lançados em 2019

Por Felipe Demartini | 18 de Dezembro de 2019 às 09h39
Tudo sobre

Saiba tudo sobre Nintendo Switch

Ficha técnica

Foi um grande ano para os games e, principalmente, um período maravilhoso para os fãs da Nintendo. Em 2019, a empresa demonstrou toda a força de suas franquias, mantendo um ritmo constante não apenas de lançamentos exclusivos e de peso para seu console, mas também mantendo a barra de qualidade no alto.

Não é à toa que, em muitas listas dos melhores jogos de 2019, existem títulos para o Switch. E também não é de se surpreender que, no reconhecido The Game Awards, a categoria de melhor jogo para toda a família foi inteiramente dedicada a títulos da Nintendo. Foi assim que ela tocou este ano com suas próprias obras e, também, estúdios parceiros.

Compilar essa lista não foi nada difícil para o Canaltech. Mas mais difícil será para você escolher seus preferidos entre os dez melhores exclusivos para o console em 2019.

Veja a lista completa dos melhores jogos exclusivos lançados em 2019 para o Nintendo Switch:

1. Luigi’s Mansion 3

Um dos últimos grandes lançamentos do Switch em 2019 e favorito pessoal deste redator, Luigi’s Mansion 3 alça o irmão de Mario ao panteão de grandes protagonistas da Nintendo. A terceira aventura de uma franquia meio inconstante chegou com o desafio na medida e a diversão nas alturas, com uma criatividade que respira a cada novo andar desbravado.

Na busca por salvar seus amigos, Luigi se arma mais uma vez de lanterna e aspirador de fantasmas para encarar desafios no Last Resort Hotel. Cada pavimento traz enigmas e problemas diferentes para serem solucionados, bem como um chefe de fase. A forma com a qual os elementos de jogabilidade são utilizados, sempre de forma diferente, mas reconhecível ao jogador, chega a ser impressionante.

Luigi’s Mansion 3 também marcou o retorno da Nintendo à Brasil Game Show 2019. O título foi um dos destaques não lançados da empresa no evento deste ano, o primeiro do qual ela participou desde 2014, ainda quando trabalhava com o Wii U. Apenas alegrias e, no caso do irmão de Mario, terrores muito divertidos.

2. The Legend of Zelda: Link’s Awakening

Os bebês definitivamente dominaram o mercado de entretenimento em 2019. Entre o BB de Death Stranding e o Baby Yoda, temos uma nova versão do clássico The Legend of Zelda: Link’s Awakening com um protagonista que ficou popularmente conhecido como Link Bebê, apenas um de tantos aspectos adoráveis deste grande remake.

Ao abordar o título consagrado no Game Boy, a Nintendo resolveu aplicar a ideia de um diorama interativo, com a visão de cima, para o jogador, fazendo parecer que ele está diante de um teatro de bonecos. Deu certo demais, com o título não apenas mantendo o ar simples e gracioso do original como adicionando novos elementos que o tornam único.

The Legend of Zelda: Link’s Awakening é um reflexo, também, do que faz dos jogos da Nintendo tão especiais. Nem sempre os gráficos fotorrealistas e as grandes demonstrações de poderio visual importam; muitas vezes, basta criar algo criativo e com personalidade para encantar mais que qualquer reprodução intensamente parecida com o mundo de verdade. Um dos grandes exclusivos do Switch em 2019 e, também, um dos melhores games do ano.

3. Super Mario Maker 2

E já que estamos falando de criatividade, não dá para falar do ápice desse aspecto em 2019 sem comentar Super Mario Maker 2. O game que levou adiante os conceitos já firmados no original, deixou todas as ferramentas de criação de cenários nas mãos dos jogadores e ainda adicionou uma campanha central para aqueles que preferem uma aventura mais direcionada.

Mas o grande destaque é mesmo as fases malucas e insanamente difíceis criadas pelos usuários. Tema de incontáveis horas de streaming ao longo de 2019, os estágios cheios de caminhos, oponentes e ameaças para Mario se tornaram uma febre entre os jogadores, que não apenas tentavam finalizar os mais complicados como também fazer isso no menor tempo possível.

Para garantir que tudo corra bem, a Nintendo faz com que os próprios criadores das fases as terminem para garantir que isso é possível. Depois, a criação está no mundo e, aí, as reações estão liberadas e podem ser de todos os tipos. Super Mario Maker 2 é daqueles jogos infinitos, sem dúvida nenhuma.

4. Pokémon Sword e Shield

Cercados de controvérsia de seu anúncio até o lançamento, os primeiros jogos completos de Pokémon para um console de mesa acabaram se provando acima da média para boa parte dos jogadores, apesar das críticas certeiras. Sword e Shield trouxeram um mundo incrível que, agora, podia ser jogado tanto na tela da televisão quando em qualquer lugar, mantendo as bases do original e trazendo novos recursos.

Unindo um pouco de Pokémon Let’s Go com a tradição da franquia e novas ideias, o título expandiu o universo e também deu formas gigantes a monstrinhos consagrados. O maior destaque, entretanto, é a Wild Area, um espaço livre para combates e captura que fez a cabeça de quem gosta de caçar e evoluir os personagens.

Por mais que a simplicidade nas estratégias de combate tenha deixado a desejar, esse ainda é um game legítimo de Pokémon, como os anteriores, para o bem ou para o mal. A Game Freak poderia ter ido além, é verdade, mas também entregou aqui uma proposta consistente e digna de estar na lista dos melhores games de Switch em 2019.

5. Fire Emblem: Three Houses

E já que estamos falando de grandiosidade, poucas coisas foram maiores em 2019 no Switch do que Fire Emblem: Three Houses. O aguardado novo game da série de RPG da Nintendo chegou com um trio de histórias distintas, alinhamento político, belos gráficos e personagens cativantes para levar tudo adiante.

Também o primeiro game da franquia para consoles de mesa, Three Houses traz uma terra dividida entre três nações com alinhamentos bem diferentes, mas que convivem em paz. Ao longo da trama e após escolher uma delas para representar, deve lidar com as intrigas políticas e os aspectos sociais desse reino enquanto investiga mistérios, lida com artefatos mágicos e, claro, enfrenta inimigos.

Usando uma jogabilidade em turnos e com forte aspecto tático, Fire Emblem: Three Houses é mais um daqueles jogos feitos sob medida para aproveitar a sinergia do Switch entre os mundos portátil e de mesa. É um título que pode ser aproveitado em jogatinas rápidas, mas que também traz profundidade e elementos suficientes para manter o jogador ligado por horas e horas ininterruptas.

6. Yoshi’s Crafted World

Não foi só Luigi que ganhou um título próprio em 2019, Yoshi também teve seu lugar ao Sol, e da melhor maneira possível. Continuando com um estilo que começou há duas gerações, o novo game do personagem trouxe lã, beleza, diversão e graciosidade a um console que já era reconhecido por tudo isso, talvez com exceção do tecido.

Yoshi’s Crafted World coloca o jogador em um playground de brinquedos. Todo o conjunto visual passa a impressão de que aquilo poderia muito bem ser a obra de uma criança extremamente criativa e habilidosa com as mãos, com oponentes e cenários de papelão, cola, giz de cera, fita adesiva e, claro, lã.

Com fases simples e que escondem muitos segredos, o título exclusivo para o Nintendo Switch também é daqueles que tem o desafio na medida para todos os jogadores. Desde crianças até os mais velhos poderão se divertir com as aventuras desse dinossaurinho de lã enquanto se impressionam com as capacidades manuais do criador desse universo.

7. Cadence of Hyrule

Fruto de uma iniciativa da Nintendo que coloca as franquias da empresa nas mãos de outras companhas, Cadence of Hyrule é uma aventura musical situada no mundo de The Legend of Zelda. Desenvolvido pela Brace Yourself Games, o título transforma completamente a jogabilidade tradicional da franquia ao aplicar a ela um estilo rítmico e encadeado.

O jogador se move no ritmo de uma trilha sonora incrível e deve coordenar seus ataques com as batidas da canção. Da mesma forma, os oponentes também se mexem na mesma toada, com um estilo que mistura a estratégia de um bom RPG com visão de cima com a agilidade de um game musical.

Tudo acontece ao ritmo de faixas clássicas da série Zelda, remodeladas para se encaixarem com a levada dos combates e encontros com personagens incríveis e velhos conhecidos. Vale a pena conhecer não apenas Cadence of Hyrule, mas também o título que fez a Brace Yourself Games se tornar a produtora deste, Crypt of the Necrodancer.

8. Marvel Ultimate Alliance 3: The Black Order

O fim de uma saga nos cinemas e o retorno de uma grande franquia nos videogames. Enquanto o mundo se emocionava com Vingadores: Ultimato, os heróis da Casa das Ideias voltavam à ativa em Marvel Ultimate Alliance 3: The Black Order com uma grande reunião de personagens como só essa série é capaz de entregar.

A referência mais clara e óbvia são os filmes recentes da produtora, mas o título foi além. Afinal de contas, ele realiza o sonho de vermos os Vingadores agindo ao lado dos X-Men contra a ameaça de Thanos e seus soldados, em um hack and slash de qualidade desenvolvido por ninguém menos que a Team Ninja, de Ninja Gaiden e Dead or Alive.

Trata-se de mais uma parceria exclusiva entre a produtora e a Nintendo, que também já nos entregaram o ótimo Hyrule Warriors com uma união semelhante. Marvel Ultimate Alliance 3: The Black Order também pode ser jogado por até quatro jogadores em um mesmo console, cada um com seu Switch na mesma sala ou online, com o combate se tornando ainda mais intenso e ferrenho dessa maneira.

9. Astral Chain

Outro hack and slash de qualidade que chegou ao Switch em 2019, Astral Chain é obra de outra especialista no ramo, a Platinum Games, que você deve conhecer pelos games da série Bayonetta. Com direção de Takahisa Taura (Nier: Automata) e supervisão de Hideki Kamiya (Resident Evil 2, Devil May Cry), esse é um game que merece atenção apenas pelos créditos.

Mas nem só de nomes de peso vive Astral Chain. O título mistura elementos de combate ferrenho e jogabilidade apurada com uma investigação policial tecnológica que leva o usuário do mundo real para um plano astral, onde diferentes enigmas e desafios são colocados e podem ser enfrentados em uma ordem semi aberta.

Ao assumir o comando de um dos gêmeos que compõem a dupla de protagonistas, o jogador embarca na ação ao lado de uma Chimera, uma criatura interdimensional que também está sendo usada para corromper o mundo real por forças ocultas. Mais um título third party que merece sua atenção em um ano cheio para o Switch.

10. Heave Ho

Já que estamos falando de games para toda a família em um console justamente nessa pegada, nada como um bom party game, e Heave Ho é exatamente isso. Lançado exclusivamente para Switch nos consoles, mas também com versão PC, o título da Le Cartel Studio e publicado pela Devolver é daqueles que vai levar os jogadores da risada ao ódio em bem pouco tempo.

A ideia é simples: usando um personagem que só tem cabeça e braços elásticos, os jogadores devem se segurar com as mãos pelo cenário e chegar do ponto de partida até o objetivo final. Parece fácil, mas é só aparência mesmo, principalmente quando a distância não é clara e alcançar a linha de chegada envolve cooperação e um bom uso da física.

Em Heave Ho, muita sincronia é exigida dos jogadores quanto ao momento de agarrar e largar, enquanto a imagem mais comum será a de personagens caindo no nada. Só tome cuidado com os controles, eles são caros e jogá-los na parede pode não ser a melhor das ideias...

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.

Ofertas Nintendo Switch

  • RH Informática*
    Console New Nintendo Switch Azul/Vermelho Neon
    R$ 2.919,90
  • The Games Shop*
    Console New Nintendo Switch 32GB com Joy-Con Azul/Vermelho
    R$ 2.924,10
  • Submarino
    Console Nintendo Switch Neon Bateria Estendida 32GB Azul,Vermelho Bivolt
    R$ 3.169,00