Nintendo registra lucro de US$ 569 milhões graças a jogos de Pokémon

Por Redação | 31.01.2017 às 09:36 - atualizado em 31.01.2017 às 11:25
photo_camera Divulgação

O Switch está quase chegando, mas ainda relativamente longe de causar algum impacto nas contas da Nintendo. E enquanto isso não acontece, a companhia japonesa vai vivendo com o que pode: Pokémon. Pelo menos é isso o que aponta o mais recente relatório financeiro divulgado pela própria Big N nesta terça-feira, dia 31.

De acordo com o balanço, a Nintendo arrecadou o equivalente a US$ 1,5 bilhão e teve um lucro de US$ 569 milhões. O número surpreende principalmente se levarmos em consideração que a companhia está saindo de um trimestre em que teve um prejuízo de US$ 57,1 milhões. Apesar de a receita estar 22% abaixo do registrado um ano atrás, a Nintendo conseguiu superar as expectativas dos analistas.

Os valores causaram um otimismo tão grande na japonesa que ela aumentou suas expectativas de lucro para o ano fiscal de US$ 440 milhões para US$ 791 milhões. E isso é extremamente interessante porque praticamente um único produto está sustentando toda a empresa: Pokémon.

Pokémon Sun e Moon, juntos, renderam US$ 14,69 milhões em vendas desde seu lançamento em novembro. Ambos exclusivos para o 3DS, os títulos também ajudaram a fazer o portátil vender 6,45 milhões de unidades fora do Japão - uma alta de 10% no comparativo ano-a-ano. Também vendeu bem Super Mario Maker, que ultrapassou a marca de 1 milhão de cópias vendidas.

Curioso notar que Super Mario Run, primeiro título mobile do encanador bigodudo, não deu as caras no relatório financeiro. Sabe-se, entretanto, que o jogo foi baixado mais de 40 milhões de vezes apenas nos quatro primeiros dias após ser lançado para iOS. Desde então a Nintendo não revelou mais nenhum número relacionado ao game, tampouco informou quanto arrecadou com ele.

Após a reunião de divulgação dos resultados, o jornalista Yuji Nakamura, da Bloomberg, disse ter conversado com Tatsumi Kimishima, atual presidente da Nintendo, sobre o desempenho do jogo mobile. Segundo o jornalista, o chefão da Big N alegou que Super Mario Run foi baixado mais de 78 milhões de vezes e que mais de 5% dos jogadores compraram a versão completa do título.

O número não impressiona tanto, já que o próprio Kimishima teria dito a Nakamura que os planos da Nintendo eram de obter pelo menos dois dígitos de usuários pagantes a essa altura do campeonato.

Fonte: TechCrunch