Nintendo pede remoção de mais de 560 jogos feitos por fãs

Por Redação | 06 de Setembro de 2016 às 11h38

Em mais um ato triste, apesar de justificável, a Nintendo solicitou a retirada do ar de mais de 560 jogos criados por fãs, que de alguma maneira utilizavam suas marcas. O pedido foi feito ao site Game Jolt, que hospeda títulos independentes para download ou jogatina diretamente pelo navegador, e é considerado como um dos principais espaços de disponibilização de títulos gratuitos.

De acordo com os responsáveis pelo serviço, a Nintendo invocou o Digital Millenium Copyright Act, uma lei norte-americana que permite aos detentores de direitos autorais solicitarem a remoção de conteúdo que infrinja suas propriedades, chegando até mesmo a criminalizar esse tipo de utilização, mas responsabilizando as plataformas que disponibilizam os materiais apenas se elas se recusarem a removê-los do ar.

É uma forma, para muitos, injusta de se trabalhar, mas que deixou o Game Jolt sem opções a não ser, efetivamente, retirar os jogos citados do ar. Outros títulos também receberam notificações desse tipo, mesmo não estando hospedados lá, e o principal afetado foi AM2R, um remake de Metroid II que transforma o clássico em uma versão mais colorida e bonita, semelhante a algo que veríamos no Super Nintendo, por exemplo.

Em desenvolvimento há mais de oito anos e lançado apenas recentemente, o título já havia sido alvo de uma notificação no início do ano. Esta segunda, entretanto, foi a gota d’água, com o responsável pelo título, Guasti, removendo links para download e revelando que não atualizará mais o título. Como sempre acontece na internet, AM2R pode até ainda ser encontrado por aí, mas os links oficiais foram todos retirados do ar.

Outro alvo recente de notificações desse tipo foi Pokémon Uranium, um título original baseado na franquia da Nintendo que teria sido baixado mais de 1,5 milhão de vezes antes de ser retirado do ar pelos advogados da companhia. Apesar disso, o time de desenvolvimento revelou que vai continuar trabalhando em atualizações, principalmente para melhorar a estabilidade e funcionamento dos recursos online do título.

Fonte: Engadget

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!