Nintendo destaca importância da Unreal Engine para o sucesso do Switch

Por Redação | 07.02.2017 às 07:57
photo_camera Reprodução

Um dos grandes diferenciais do Switch em relação aos consoles passados da Nintendo é o fato de ele oferecer suporte à Unreal Engine, um dos mais poderosos e aclamados motores de jogo da atualidade. Mas pouca gente entende de verdade qual a importância disso para a Big N neste momento.

A popularidade da Unreal significa que os desenvolvedores terão mais facilidade para desenvolver ou portar seus jogos para o Switch, colocando o videogame da companhia japonesa no radar de grandes produtores que por anos permaneceram afastados dela. E isso foi algo destacado pelo próprio Shigeru Miyamoto, que alegou que a equipe de desenvolvimento da própria Nintendo está se beneficiando com isso.

"Essa facilidade em desenvolver software também foi sentida pela equipe interna de desenvolvimento da Nintendo", disse o diretor criativo da Nintendo a investidores em uma sessão de perguntas e respostas em Quioto. Além disso, o lendário produtor de jogos destacou que sua equipe dominou a Unreal de uma maneira que agora pode ser comparada às grandes equipes de desenvolvimento do ocidente. "Nossos desenvolvedores estão mais empolgados do que nunca para criar jogos".

Apesar de Miyamoto não ter revelado se a empresa tem planos de adotar a engine em suas principais franquias, Shinya Takahashi, diretor executivo da companhia, deixou claro que a ideia é diversificar as ferramentas de produção e deixar de focar única e exclusivamente nas soluções da Nintendo para fazer jogos para o Switch.

"Nas nossas antigas plataformas, criar nossas próprias ferramentas de desenvolvimento era uma das nossas maiores prioridades", declarou o executivo. "Entretanto, desde que começamos a desenvolver o Switch nós tivemos como objetivo criar um ambiente no qual todos os desenvolvedores possam trabalhar, seja portando seus jogos usando a Unreal e a Unity, seja usando nossas ferramentas de desenvolvimento. O resultado disso é que até mesmo empresas com poucos desenvolvedores já começaram a fazer jogos para o Switch", completou Takahashi.

Portanto, está mais do que claro que a Nintendo se preocupou não em impor seus métodos e ferramentas às empresas que querem desenvolver jogos para o Switch, mas sim criar um ambiente amigável, condizente com o mercado, para atrai-las e fazer com que elas voltem a considerar a plataforma da empresa uma opção viável e lucrativa. Tem tudo para dar certo, e a gente torce para que sim, mas isso é algo que só o tempo vai nos mostrar se vai se concretizar ou não.

Fonte: VentureBeat